Inveja - J.R. Ward




Sinopse:

Thomas DelVecchio Jr. é um detetive assombrado pelos fantasmas de seu passado. Filho de um serial killer famoso, ele luta para se libertar da terrível herança deixada pelo pai e de todo o mal que o circunda desde a infância. Mas o detetive não está convicto de que é realmente uma boa pessoa, e descobre-se envolvido em uma cruel tentativa de assassinato, da qual se torna o principal suspeito. É nesse momento que surge em seu caminho Sophia Reilly, a bela oficial do Departamento de Assuntos Internos da polícia, encarregada de supervisioná-lo e investigar o seu envolvimento no caso. Rapidamente, essa relação ultrapassa os limites profissionais e atinge um nível incontrolável de desejo e paixão. Em sua terceira missão, o anjo Jim Heron deverá ajudar DelVecchio e Reilly a encontrarem o caminho da verdade e a expurgarem todo o mal que os têm perturbado. Mas as armas de sua oponente, o demônio Devina, estão cada vez mais cruéis...


Minha Opinião:

Inveja é o terceiro livro, da série - de sete - Fallen Angels da minha autora preferida, a Diva, J.R. Ward, também autora da minha querida série Irmandade da Adaga Negra. Eu já resenhei os outros dois volumes de Fallen Angels lançados aqui no Brasil aqui no blog, você pode ler as resenhas do primeiro aqui e a do segundo aqui.

Neste terceiro volume, a guerra entre o bem e o mal se intensifica e enquanto tem que lidar com as artimanhas e truques sujos do demônio Devina, Jim ainda tem que se empenhar ao máximo em tentar ajudar o detetive DelVecchio a seguir o caminho da luz e ter sua alma salva em vez de sucumbir a tentação das sombras com que sempre teve que lidar mas que são incitadas e alimentadas pelos enganos criados por Devina.

Veck sempre teve que lidar com o estigma de ser filho de um serial killer famoso, com essa reputação sinistra de seu pai e com as inevitáveis comparações equivocadas que as pessoas fazem com ele e seu pai por serem parecidos fisicamente e terem praticamente o mesmo nome. Por isso, quando ele conhece Reilly, e mesmo com conflito de interesses por trabalharem juntos, eles não resistem ao desejo que sentem e se envolvem, ela se torna um bálsamo em sua vida cheia de problemas. Mas como pode um sentimento tão novo e frágil superar todas as mentiras e ilusões criadas pelo mal? Como Jim pode auxiliar Veck se ele mesmo está enfrentando seus próprios conflitos e ele e seus amigos anjos se veem envolvidos em problemas graves e situações catastróficas e devastadoras? E como será que ficará o progresso na guerra em meio a tudo isso?

Eu sou muito suspeita pra falar sobre qualquer livro escrito pela J.R. principalmente as séries IAN e FA porque sou fã dela de carteirinha e surto sempre que sai algum livro novo dela ou até mesmo com os spoilers que ela às vezes solta do futuros lançamentos dela no Facebook. Não sei nem explicar como os livros dela mexem com as minha emoções e também adoro o jeito que ela escreve.
Porém, esse dos que li até agora dessa série, é sem sombra de dúvidas o melhor (aliás, todo livro terceiro livro de série dela até agora é perfeição pura, ela tem tipo "A Benção (ou seria maldição?) do Terceiro Livro", foi assim também com IAN, não sei o que acontece kkkkk), ela acertou especialmente a mão nesse livro, ele está cheio de todos os tipos de acontecimentos que despertam todos os tipos de emoções diferentes, o que para mim o torna perfeito: amor, tensão, suspense, humor, tristeza, e muitos outros.

Ri em momentos, fiquei nervosa em outros, suspirei em outros e chorei em outros. É fato que essa série não é tão boa quanto a IAN mas acho que isso se dá mais ao fato de ela ter vários núcleos a serem abordados normalmente (IAN também tem mas esse número tem aumentado só nos últimos livros) e talvez justamente por isso ela não seja tão bem aprofundada nos personagens e desenvolvida quanto IAN é (as coisas também acontecem mais rápido, acho que também pelo fator dos livros terem um número de páginas menor que a outra série), mas eu gosto muito dessa série, acho que justamente por ter aprendido a encarar como uma série completamente diferente da Irmandade, mesmo sendo sobrenatural e a maioria dos livros também se passando em Caldwell, então geralmente não faço comparações, pelo menos evito ao máximo, e acho que por isso não tenho tantas expectativas e tão altas como acontece com IAN. Leio de maneira relaxada e isso me faz não ser tão crítica e aproveitar mais, e como sempre me surpreendo com a J.R., e como já disse, ela é minha autora predileta, essa acaba sendo a minha segunda série favorita (só perdendo pra Irmandade, claro rs). Quero muito saber como se desenvolverão os próximos livros e como essa guerra terminará e quem será o vencedor.
Para aqueles que amam romances adultos sobrenaturais com anjos, fica a dica.

PS.: uma informação importante a quem interessar possa: a primeira aparição do Veck é em Amante Libertada onde acontece a tal tentativa de assassinato da qual ele é acusado, é uma das tramas paralelas, um pequeno crossover entre as duas séries (FA e IAN). Então seria bom para melhor entendimento ler o livro da Payne antes de ler este.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela