A Colcha de Despedida - Susan Wiggs




Sinopse:

A loja de tecidos preferida de Linda Davis é o lugar em que as mu­lheres se encontram para compartilhar suas criações: colchas de ca­samento, colchas para bebês, colchas de comemoração. Cada qual costurada com muitos sonhos, esperanças e suspiros. Agora, a úni­ca filha de Linda se prepara para entrar na faculdade, deixando-a confusa com tantas emoções. De um lado, a felicidade por Molly ter crescido. De outro, uma pontada de angústia por vê-la partir. Qual será o papel de Linda quando ela não for mais necessária como mãe? Ao viajarem juntas para fazer a mudança de Molly, Linda prepara uma colcha com os retalhos de roupas que ela guar­dou de sua menina. A barra do vestido de batizado, um enfeite de fantasia. Ao unir cada pedacinho, ela descobre que lembranças podem ser costuradas de modo a manter ambas, mãe e filha, com o coração aquecido por muito tempo…


Minha Opinião:

A Colcha de Despedida é o primeiro livro da Susan Wiggs que eu leio e além da capa linda, tem uma história linda também, que emociona e toca o coração do leitor com sua sensibilidade.

Linda está levando sua filha para a faculdade atravessando o país numa viagem de carro e enquanto elas fazem essa jornada e vivem novas experiências, Linda trabalha no seu quilt (uma colcha de retalhos) de despedida de presente para a filha, feito com pedaços de tecidos e outras coisinhas preciosas que representam lembranças da vida da filha e da família que ela guardou durante anos. Durante esse processo, Linda vai descobrir muitas coisas sobre a vida, aprender lições sobre sua relação com a filha e o modo como ela vê a si mesma, a filha, a família, a vida e o mundo.

Quando comecei a ler esse livro, apesar da sinopse, eu não sabia muito o que esperar dele, só que era um livro que abordava os nuances da relação mãe e filha de uma forma leve e, pelo que pude perceber, sensível. E esperava um pouco (pelo menos) de romance, mas em relação a essa última parte não foi bem isso que aconteceu. O livro tem sim romance, porque a Linda é casada e vive uma união estável (apesar de alguns problemas que são comuns em casamentos duradouros) com o seu marido, e a Molly por outro lado que está vivendo seu primeiro amor, mas o foco da história não é esse; toda a trama gira em torno da relação delas e de como a Linda tem que aprender a lidar com o fato de não viver para ser mãe vinte e quatro horas por dia, sete dias por semana, aprender a recomeçar a viver por ela mesma e não só pela filha e a ter que escolher um novo caminho, uma nova rotina, pensando unicamente na sua própria felicidade e realização pessoal.
E conforme eu fui lendo, eu percebi que a delicadeza com que o tema familiar foi tratado eclipsa qualquer falta de aprofundamento na parte romântica que o livro possa ter. É tudo tão lindo...

É uma história muito madura e tocante de uma forma que todas as mães e filhas vão se emocionar, refletir, rever conceitos e se identificar com pelo menos alguns dos aspectos, dúvidas e reflexões das personagens (principalmente da Linda que é quem narra a história).
Eu adorei o livro, realmente muito emocionante, me deu vontade de ler mais livros da autora. =')

2 comentários:

  1. Olá, acabo de visitar seu blog e segui-lo. Lhe desejo foco, sucesso e força. Que conquiste muitas realizações através do mesmo. E também convido você e seus/suas leitores/leitoras a conhecer o meu blog: toobege.blogspot.com.br . Beijinhos e espero você lá também *0*

    ResponderExcluir
  2. Conheço a escrita da Susan e sei que é boa!
    O primeiro livro que li dela, foi "Mesa para cinco", leia!

    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela