A luz através da janela - Lucinda Riley




Sinopse:

A Segunda Guerra Mundial deixou muitos destroços e segredos familiares principalmente na família de Emilie, os De La Martinières. Quando sua mãe faleceu, deixando o legado do château da família para ela, a única herdeira, Emilie fica devastada e quer vender tudo para que possa voltar à sua rotina comum de veterinária. Entretanto, Sebastian Carruthers aparece em sua vida para ajudá-la a cuidar de toda a documentação e a consola nos momentos mais difíceis. Emilie se apaixona pela sua gentileza e decide se casar com ele. Assim, ela se muda para a casa do marido, Blackmoor Hall, em Yorkshire. Contudo, a vida que ela, ingenuamente, pensa estar começando bem, trará a ela muitas surpresas e revelações do presente e do passado de toda uma geração.


Minha Opinião:

A Luz Através da Janela de Lucinda Riley é uma história que trata sobre amor, amizade, destino e segredos do passado que podem mudar vidas para sempre.

O livro se divide entre presente e passado - característica que tem em comum com A Casa das Orquídeas, o outro livro que li da Lucinda até agora, uma fórmula usada pela autora em suas obras - até agora - e que acho muito interessante; além de nos emocionarmos com o romance ainda aprendemos muito e revisitamos conhecimentos com as partes históricas. Apesar de eu normalmente não gostar de flashbacks em livros, filmes, séries e etc, os flashbacks dos livros da Lucinda sempre me fascinam e prendem minha atenção até o fim; sempre preciso descobrir o que acontece nas próximas páginas, aliás, em minha opinião, são as melhores partes dos livros, eu sempre fico intrigada e curiosa. rs

Emilie é a protagonista da história, que depois da morte de sua mãe, se vê perdida com tantas responsabilidades e decisões importantes a tomar sobre o patrimônio da família e todas as dívidas feitas por sua mãe, até que ela conhece Sebastian que oferece para ela ajuda e um ombro amigo em que se apoiar, mas como Emilie virá a descobrir, nem tudo que parece é e conhecer o passado de suas origens, de sua família, é a peça-chave para ajudar na busca do autoconhecimento e da auto aceitação e para ter um presente e um futuro de paz e harmonia na vida.

Eu até que achei boas as partes do presente, com a Emilie, pela teia de intrigas em que ela se envolveu junto com o Sebastian e o irmão dele, Alex, e as partes finais dela no livro nas quais ela muda de comportamento (não posso falar mais que isso para não dar spoilers), mas na maior parte do tempo me revoltei com as atitudes dela, nossa que vontade de entrar no livro e chacoalhar ela! Como ela não podia enxergar algo que estava tão óbvio?! Arghhhh! ¬¬
Tive que juntar muita paciência, viu? Porque eu detesto mocinhas tontas. kkkk
Mas fora esses erros de julgamento da Emilie, eu adorei o livro, sério. As partes com a Constance, a guerra, todo o passado, são fascinantes e eu me vi querendo pular as páginas para chegar à elas (mas por mais que a tentação tenha sido grande, não fiz isso rs), durante a leitura ficava sempre ansiosa para saber o que iria acontecer na próxima parte histórica e foi fabuloso saciar essa curiosidade e essa expectativa. Valeu a pena demais, chorei, torci, me surpreendi, foi fantástico.
A opção que me resta agora é esperar que algum próximo livro da Lucinda saia logo por aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela