A casa das orquídeas - Lucinda Riley



Sinopse:

Quando criança, a pianista Júlia Forrester passava seu tempo na estufa da propriedade de Wharton Park, onde flores exóticas cultivadas pelo seu avô nasciam e morriam com as estações. Agora, recuperando-se de uma tragédia na família, ela busca mais uma vez o conforto de Wharton Park, recém-herdada por Kit Crawford, um homem carismático que também tem uma história triste. No entanto, quando um antigo diário é encontrado durante uma reforma, os dois procuram a avó de Júlia para descobrirem a verdade sobre o romance que destruiu o futuro de Wharton Park... E, assim, Júlia é levada de volta no tempo, para o mundo de Olívia e Harry Crawford, um jovem casal separado cruelmente pela Segunda Guerra Mundial, cujo frágil casamento estava destinado a afetar a felicidade de muitas gerações, inclusive da de Júlia.

Minha Opinião:

A Casa das Orquídeas é um dos romances mas delicados que li esse ano.
Ambientado em duas épocas diferentes - atualmente e começando em 1939 - o livro narra através de três casais: Julia e Kit, Harry e Olivia, Harry e Lídia - como o amor pode salvar, ser o bálsamo para a alma de alguém ou pode ser subjugado por forças externas como as obrigações familiares, o preconceito ou outras formas de jugo da alma.

Kit e Julia se conheceram quando criança em Wharton Park - ela, como a neta dos empregados mais próximos, ele, como o novo herdeiro dos patrões - e nunca poderiam imaginar que se reencontrariam muitos anos depois, que as vidas deles dariam voltas tão drásticas e que um amor os levaria a descobrir alguns dos segredos de Wharton Park e como ela direta e indiretamente influênciou nas vidas de tantas pessoas.

O livro é dividido em duas partes Inverno e Verão e é entremeado por vários flashbacks e voltas ao passado e presente e tem várias mudanças de cenários; Inglaterra, França, Bangkok, o que faz com que o leitor seja apresentado a uma grande gama de informações, dados e história.

Sendo sincera, eu demorei para ler esse livro mas não foi por causa dele em si, apesar de que achei a primeira parte meio paradinha, o problema maior era comigo pois como comentei aqui numa outra resenha, na época em que comecei a lê-lo estava passando por aquele bloqueio na leitura/criativo horroroso e por causa disso tive que dar uma pausa longa na leitura dele para procurar algo mais "agitado" que me fizesse sair daquela travada, aí quando finalmente consegui sair daquele estado, pude finalmente engrenar na leitura d'A casa das orquídeas e desfrutar completamente de todas as mensagens lindas que esse livro passa. ^^

Nunca tinha lido nada da Lucinda Riley e achei ela muito talentosa, conduziu o livro de uma forma genial, soltando as informações importantes e revelando os mistérios da trama na hora certa, a fim de deixar o leitor preso até o final. Um livro lindo e emocionante, adorei!

2 comentários:

  1. huum gostei do livro, vou colocar na minha lista de próximas leituras!

    ResponderExcluir
  2. Tb amei esse livro... bem intenso.
    Não me arrependi em escolher ele. =)
    Presente e passado completando enigmas. Fiquei triste por querer autógrafo, mas morando tão longe não deu. =/

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela