O Começo do Adeus - Anne Tyler




Sinopse:

Anne Tyler nos leva a um romance sábio, assustador e profundamente tocante em que descreve um homem de meia-idade, desolado pela morte de sua esposa, que tem melhorado gradualmente pelas aparições frequentes da mulher — na casa deles, na estrada, no mercado. Com deficiência no braço e na perna direita, Aaron passou sua infância tentando se livrar de sua irmã, que queria mandar nele. Então, quando conhece Dorothy, uma jovem tímida e recatada, ele vê uma luz no fim do túnel. Eles se casam e têm uma vida relativamente modesta e feliz. Mas quando uma árvore cai em sua casa, Dorothy morre e Aaron começa a se sentir vazio. Apenas as aparições inesperadas de Dorothy o ajudam a sobreviver e encontrar certa paz. Aos poucos, durante seu trabalho na editora da família, ele descobre obras que presumem ser guias para iniciantes durante os caminhos da vida e que, talvez para esses iniciantes, há uma maneira de dizer adeus.


Minha Opinião:

O começo do adeus é o primeiro livro de Anne Tyler que eu leio e foi uma leitura bem diferente.

Demorei para ler esse livro porque eu imaginava, por causa da sinopse, que ele era um drama daqueles pesados sobre a morte e a tristeza profunda que esse tipo de acontecimento causa na vida das pessoas. Por isso, achei que iria chorar litros e ficar deprimida e desidratada. hahahaha ^^'
Mas na verdade foi bem diferente e não aconteceu nada disso, (ainda bem, ufa! rs).

Aaron perdeu sua esposa num acidente e agora está tentando conviver e superar essa perda da melhor forma que pode, apesar de ainda sofrer muito com as lembranças e usar as "aparições" repentinas da Dorothy, para matar as saudades e a solidão que a falta dela gera.
Ele tem que reaprender a viver sozinho e seguir com sua vida mesmo com todos os problemas e dificuldades causadas pelo acidente e começar de novo nem sempre é fácil e exigirá uma grande força de vontade de Aaron.

O livro fala sobre força, fé em si mesmo, sobre acreditar em dias melhores e lutar para que eles existam. Também fala sobre perda, claro, mas não de uma maneira depressiva ou mórbida, achei até que um tanto quanto leve a abordagem, apesar de ser bem realista, acho que foi isso que mais me surpreendeu durante a leitura.
Outra coisa que precisa ser dita, é que o livro não tem romance, pelo menos não da forma que nós leitoras de livros românticos adoramos e estamos acostumadas a ler de forma geral; O Aaron ama muito sua esposa e logicamente ela está morta, mas o livro é muito realista sobre o relacionamento deles, eles eram relativamente felizes no casamento deles mas como todos os casais tinham problemas, então não espere algo de "conto-de-fadas" ou "românticamente sonhador", a autora optou por uma postura mais objetiva, mais madura, mais real e mais crua, na falta de uma palavra melhor. Então, fica o aviso dado: não espere "corações e flores" nesse livro. rsrs

Eu achei a história boa e conforme lia consegui me acostumar com o estilo de escrita da Anne Tyler e achei o Aaron um personagem interessante, mas não achei o livro maravilhoso ou algo do tipo, é bom, mas nada que se destaque ou chame a atenção. Achei um livro mediano mas uma boa leitura sobre o assunto. Inusitado mas agradável.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela