Humano Obsoleto Humano - L. B. Carriconde




Sinopse:

Num determinado período, entidades discutem sobre o destino da humanidade. Devir Indefinido representa um mundo dominado pela técnica, acreditando que, em uma nova Era, seremos a personificação de uma espécie de Deus-máquina, dotados de sentidos ciberneticamente calculados. Por outro lado, o Ser-Mito-humano, gênio de uma antiga forma de vida, defende uma época repleta de valores ideológicos e dogmáticos. Este constante diálogo meta-ficcional nos leva a acompanhar o surgimento do primeiro experimento de um transumano: Devir 1, uma criatura matematicamente perfeita, capaz de ler mentes, controlar indivíduos e se adaptar com facilidade. Humano, obsoleto humano propõe um cenário perturbante, dando voz a personagens visionários e, por isso, enigmáticos. Dualidades como homem e máquina ou matéria e espírito se fazem presentes, num discurso científico filosófico e muitas vezes poético. Será que nos tornaremos verdadeiros homens-máquinas?


Minha Opinião:

Resenha complicada de fazer porque não é bem o estilo de livro que eu gosto de ler, mas vamos tentar o desafio rs.
Só explicando: eu recebi este livro da Novo Século no mês passado, devido ao sorteio que ganhei no Clube dos Blogueiros NS. Foi um dos lançamentos da Novo Século de Setembro.

Eu não o conhecia e foi uma surpresa descobrir que se tratava de um livro de Antropologia, misturado com Filosofia e Ficção Científica e confesso que fiquei enrolando um pouco para ler porque nunca fui muito chegada nos três temas mesmo tendo estudado de forma geral tanto Filosofia quanto Antropologia quando fiz Faculdade de Pedagogia, bem antes de ter que abandonar o curso por motivos de saúde.
Então, não eram assuntos totalmente desconhecidos para mim e ler o livro me fez lembrar de várias assuntos das matérias rsrs, mas fora isso, tenho que ser sincera e dizer que não me agradou a leitura, eu tive que ler em "pitadas" porque além de não gostar das já ditas matérias, achar o assunto muito maçante (vulgo chato), ainda não concordo com a visão futurista do autor sobre a Humanidade; acredito sim que o ser humano pode vir a evoluir, mas como sou uma pessoa que apesar de estar ciente dos males do mundo ainda acredita no conceito de Bem, acho que essa mudança se dará mais internamente, mentalmente, emocionalmente do que de qualquer outra forma, não concordo ou aprecio essa visão meio "Exterminador do Futuro" (quem viu os filmes, principalmente o 3º, Rebelião das Máquinas, sabe do que estou falando) de ser; aliás, geralmente não gosto de livros, filmes, peças etc que mostrem qualquer visão pessimista de futuro do planeta (como o mundo acabando ou o ser humano sendo extinto) me deixa extremamente deprimida, apesar de saber que é ficção.

Enfim, voltando ao livro, para quem gosta desse trio de temas ou quem é estudioso dos assuntos em questão, acho que apesar de ser bastante fantasioso, pode se interessar por ler, a mistura no final de ciência e fé/poder espiritual é intrigante e bem desenvolvida, mas por não ser da minha preferência, não é algo que eu leria uma segunda vez, mas como já disse é uma questão de gosto/opinião e cada um tem a sua. ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela