O preço de uma lição - Federico Devito e Gutti Mendonça


Sinopse:

Os meninos são, sim, capazes de amar.

”Tem um ditado que diz que o amor é cego. É justamente o contrário. Quando você ama de verdade, é capaz de ver coisas que ninguém consegue. Falam que você não consegue enxergar os defeitos, pura mentira também! Você vê, estão todos lá. Mas vê também algo que só você pode, como lidar com eles e contorná-los. Então, o amor não é cego, ele é a maior lente de aumento que já inventaram.”

Como acontece esta coisa chamada amor? Nasce junto com a gente, mas não depende só de nós. A gente sofre e faz sofrer, ama e é amado. E com isso aprende muita coisa. Lições que trazem consequências, problemas e soluções. O preço desse aprendizado transforma o garoto em um homem. Esta narrativa, cheia de incidentes, mostra que – ao contrário do que dizem algumas garotas – os meninos são, sim, capazes de amar. Quais as transformações que o amor pode provocar na gente? O que ele ensina? Qual o seu preço? Acompanhe a jornada de um jovem, transformado pelo amor, à procura dessas respostas.

Minha Opinião:

Li esses dias o livro O preço de uma lição, dos novos autores Federico Devito e Gutti Mendonça, um dos livros nacionais teen, mas legais lançados o ano passado.
O livro mostra um lado que geralmente não é muito aprofundado na literatura (juvenil ou não) nacional ou mundial, o ponto de vista dos meninos/homens em relação ao amor, como eles lidam, sentem e o que pensam sobre o amor verdadeiro. O tema é posto em pauta através do personagem principal que é um jovem descobre-se profundamente apaixonado pela primeira vez na vida depois de várias tentativas de relacionamentos vazios, e que luta a todo custo para que esse relacionamento atual de fato funcione, apesar de todos os percalços.

O preço de uma lição "quebra" vários esteriótipos e falsos conceitos que dizem que os homens são insensíveis ao amor ou incapazes de sofrer por amor, Federico Devito e Gutti Mendonça souberam conduzir isso de uma forma talentosa e muitas vezes divertida. Fiquei ligeiramente comovida em vários pontos por muitos sentimentos profundos.

Os únicos pontos negativos para mim foram que achei o estilo da narrativa diferente, um pouco apressado, com alguns pequenos "saltos" inesperados de tempo, mas acho que a intenção foi tornar a leitura mais ágil. E fique só um pouco frustrada com o final, porque não gosto quando os finais de livros e filmes ficam em aberto dando margem a imaginação, daqueles "leitor-escolhe-o-final-que-quiser", me dá a sensação de algo inacabado, que não teve realmente fim, gosto dos finais diretos, que não deixam margem a dúvidas e possíveis interpretações, gosto dos "pingos nos is", se é que me entende rs.
Afora isso achei a leitura boa, com bons momentos cativantes.

2 comentários:

  1. Estou com esse livro na pilha! Apesar de estar meio cansada de livros teens esse me chamou a atenção.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela