A amante do magnata - Sara Craven



Sinopse:

Um contrato de desejo.

Cressy ficou atônita com a proposta de Draco Viannis. Desde que conhecera o grego formoso, não conseguira mais tirá-lo do pensamento. A paixão entre eles era alucinante — mas teriam apenas um caso temporário?
Essa, com certeza, não era a intenção de Draco... E quando Cressy descobriu que ele era o único homem que poderia ajudá-la, Draco não pensou duas vezes para pedir algo em troca: ter Cressy em sua cama mais uma vez!


Minha Opinião:

Esse livro me despertou sentimentos contraditórios e conflituosos.
Comecei a lê-lo achando que seria um livro hot e claro como o personagem principal é grego (e vocês sabem que eu adoro livros que têm gregos), seria complicado, mas ao mesmo tempo emocionante, principalmente depois do resumo mara. Mas não foi assim.

Cressy no começo é uma mocinha até interessante, de caráter firme e decidida, foi jogada para segundo plano pelo pai, desde adolescente quando sua mãe morreu e ele ficou completamente louco por outra mulher que veio à ser sua esposa e madrasta de Cressy, mas que era uma mulher fútil e ambiciosa, que na verdade só estava interessada no dinheiro do marido e que detestava a Cressy.
Mesmo crescendo nesse ambiente de indiferença, Cressy sempre sonhou com um futuro melhor nos braços do homem dos seus sonhos, mas infelizmente quando encontrou este homem numa viagem à Grécia, deixou a chance escorrer entre os dedos por motivos familiares mas agora se arrepende e irá se arrepender mais ainda.

Draco por sua vez, por ser milionário sempre conviveu com o fantasma que assola quem tem muito dinheiro: o medo e desconfiança de que as pessoas só se aproximam dele por interesse financeiro e nunca pela pessoa que ele é.
Então quando conhece a Cressy e sabe que ela não faz ideia de quem ele é e se apaixona perdidamente, tem certeza de que ela é a mulher da sua vida. Mas quando ele descobre que ela o deixou, começa a tramar um plano de vingança para fazê-la pagar por toda a humilhação e sofrimento que ele passou.
No entanto nesse processo de vingança, ele irá descobrir que quem é vítima da vingança sofre, mas quem se vinga às vezes sofre tanto ou mais ainda.

Me surpreendi com esse livro e não foi pro lado bom, achei muito cansativos os flashbacks e volta ao presente.
O Draco é muito intransigente chega a ser cruel e muito frio em alguns momentos.
A Cressy começou bem e me impressionou com sua força, mas foi caindo no meu conceito e ficando cada vez mais triste, resignada e submissa. Não sei quem foi a decepção maior, se ela ou o Draco.
Uma pena, gosto muito do trabalho da Sara Craven, ela é muito talentosa.

Mas para quem gosta de conflitos é ótimo e mesmo não me agradando com algumas coisas no livro, ainda sim mantenho, pela problemática, pelos conflitos, pelas cenas hots que são ótimas, por ser livro de grego e por me dar um gostinho das ilhas gregas. *-*
Quero ir à Grécia um dia! hehehe ^^
É isso.
Bjs

Um comentário:

  1. Puts também curto um grego Rafa!! Acho que aquelas ilhas são afrodisíacas.. Eu conheo um estilo Geoge Clooney Sabe? Nossa mãe Gaterrimooooooooo!!

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela