O Guarani - José de Alencar



Sinopse:

José de Alencar, um dos grandes patriarcas da literatura brasileira, pelo volume e mensagem de sua obra, deu à ficção produzida no século XIX, um tratamento monumental. Escritor romântico, enfocou os mais importantes aspectos da nossa realidade: o índio e o branco; a cidade e o campo; o sertão e o litoral. A presente obra, que lhe granjeou popularidade ao ser lançado em folhetim, era lido avidamente, até nas ruas, à luz dos lampiões. O romance conta a história de amor entre o índio Peri e a moça branca Ceci, tendo como cenário o Brasil do século XVII.

Minha Opinião:

O Guarani é o primeiro romance da fase Indianista de José de Alencar, fase esta que tinha o intuito de valorizar as belezas naturais do Brasil, incentivar o patriotismo e enfatizar a figura do povo brasileiro, através da presença de nações indígenas como protagonistas de seus livros.
Nesse caso, o personagem principal é Peri, um índio Guarani, chefe e guerreiro da tribo Goitacá e é o grande herói da estória, louco de amor e adoração pela filha de um fidalgo português, chamada Cecília.

Peri é bravo, forte, bondoso e completamente nobre e enfrenta inimigos conhecidos e desconhecidos, próximos e distantes, para defender a vida e a pureza de Cecília até as últimas consequências.

O que eu mais gostei no livro foi do Peri, ele é mesmo muito corajoso, muito inteligente, justo, leal e sua devoção pela Cecília é muito pura, bonito de se ler. Outra coisa que eu adorei foram os momentos de ação, disputas, confrontos e aventuras, simplesmente demais o final épico. A curtíssima (infelizmente) história de amor entre a Isabel (irmã bastarda da Cecília) e o Álvaro (um jovem fidalgo e herói que trabalhava para o pai de Cecília), que é responsável pelos trechos mais lindos, tristes e românticos do livro, é totalmente emocionante e lindíssima, pena que seja tão rápida e que termine daquele jeito, me deu uma tristeza danada. Só isso que tenho a lamentar sobre o livro. :(

O volume é comprido, com uma obra densa, alguns podem até considerá-lo chato por isso, mas em minha opinião é um épico clássico excelente Made in Brazil.
Indico para quem gosta de grandes épicos.


Se quer saber mais sobre esta obra, você pode ler uma frase dele, (que é a minha favorita do livro), clicando aqui.

Ou ler um trecho do livro, (que também é o meu trecho favorito), e que eu já publiquei aqui no blog, (atenção é um MEGA spoiler sobre o que acontece com Isabel e Álvaro, o final trágico a que me referi acima na resenha,) clicando aqui.

E, se quiser, você pode ler a minha resenha sobre Iracema, outro livro da fase Indianista de José de Alencar, clicando aqui.

3 comentários:

  1. Eu não li o Guarani, mas pelos trechos que já li, imagino que gostaria bastante. O tema é interessante e José de Alencar sabia e como cativar os leitores!!! =)
    Ótima indicação!!! =)

    ResponderExcluir
  2. Oi eu adoro o seu blog e sigo ele adoraria que vc me ajudasse também Meu sonho e ter um blog de sucesso feito o seu http://likegirlbr.blogspot.com.br/

    Eu LI Iracema e Senhora de José de Alencar e é extraordinário

    ResponderExcluir
  3. O Guarani é um dos poucos livros do Alencar que eu gostei. Diferentemente de você, Peri (e Ceci) foi justamente o que eu não gostei (achava os dois uns chatos, rs!). Adorava a parte do Alvaro e da Isabel! Tão lindo!
    Bjos!

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela