A magia de um lugar - Ema Ferretti



Sinopse:

Dayse Fanne é uma bióloga apaixonada pelo seu trabalho, uma mulher que vive pelo mundo afora a fazer suas pesquisas em compainha de Bob, seu melhor amigo desde a adolescência. Thomas Morgan é um fotógrafo que busca a excentricidade para fotografar onde quer que ela esteja. Os cursos que oferece lhe garantem a sobrevivência em qualquer canto do mundo. Os dois se conhecem e vivem uma paixão extraordinária durante os trinta dias que o fotógrafo ainda pode permanecer no Peru. Na ilha de Taquile eles são obrigados a procurar refugio numa cabana, no meio de um bosque de eucaliptos. Um lugar que nunca mais esquecerão. Acontece, porém, que Thomas deve viajar por aqueles dias para as Filipinas antes disso assiste a uma cena que o faz abandonar a mulher que lhe jurava amar mais que tudo no mundo. Desiludida com o afastamento dele, ela repensa seus sentimentos e analisa se o melhor pra sua vida não seria se casar com Bob que a amara a vida inteira.


Minha Opinião:

A resenha de hoje é do livro A magia de um lugar da autora Ema Ferretti (já falei um pouco sobre ele aqui) - que é o pseudônimo usado pela escritora brasileira Sonia Delsin, segundo essa entrevista que ela deu nesse blog aqui - , e devo confessar que foi uma resenha complicada para escrever, mas vamos lá. *suspiro frustrado*

Bem, vamos começar pelo começo (com direito a pleonasmo e tudo): eu comprei esse livro faz vários anos, foi uma das minhas primeiras aquisições, e já o li e reli algumas vezes - e o mantenho também na esperança de que minha opinião mude com o tempo, mesmo achando isso muito pouco provável - mas não tem jeito, não consigo gostar da história, a acho muito boba, muito vazia (peço desculpas a autora, mas essa é minha opinião); aliás, ela não desperta em mim nenhum dos sentimentos que sinto normalmente ao ler histórias de amor: devaneios românticos, angústia pelos problemas dos personagens, surpresa, emoção ou porventura até mesmo medo ou choque por algo na história ou de como será a resolução da história e o final dos personagens; mas não sinto nada disso, nem de longe, na verdade não consigo sentir nada ao ler essa história, nem mesmo empatia, nada.
O que me faz não gostar do livro, pois sou uma leitora motivada pela emoção; é assim tanto com livros como com música e outras formas de arte, preciso primeiramente sentir algum tipo de emoção (principalmente as boas, claro) para poder gostar ou não de algo; está tudo diretamente relacionado.

E infelizmente não gostei desse livro, achei insípido, esquecível.
 Mas quem sabe você querido leitor leia e goste, não é? Viva a diversidade de gostos e opiniões! ^^

Um comentário:

  1. Eu já não gostei da sinopse... =(
    Não me arriscaria a ler...

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela