Poseidon - Anna Banks




Sinopse:

Além da beleza fora do comum, com seu cabelo quase branco e seus olhos cor de violeta, Emma chama a atenção por ser um pouco desajeitada. Ela não se sente muito à vontade em lugar nenhum... e não sabe que sua misteriosa origem é a fonte dessa sensação. Galen, príncipe dos Syrenas, vasculha a terra procurando uma garota especial, capaz de se comunicar com os peixes — e que poderá salvar seu reino. Quando ele se encontra com Emma, a conexão é imediata: embora não saiba, Emma parece ter o dom que Galen procura. Mas, então, por que ela não conseguiu salvar sua melhor amiga do ataque do tubarão? Cabe ao príncipe convencer a teimosa Emma a enfrentar sua real natureza e aceitar o desafio. E nada pode impedi-lo de alcançar seu objetivo.


Minha Opinião:

Poseidon é o primeiro livro da série O Legado de Syrena (The Syrena Legacy) e narra a jornada de Emma McIntosh, que toda a sua vida achou que era uma simples humana estabanada, e que com a ajuda de Galen Forza, o lindo príncipe dos Syrenas, vai conhecer um mundo novo que ela jamais sonhou que pudesse existir e tentará descobrir sobre suas verdadeiras origens e quem de fato ela é.

Achei uma gracinha de livro! E não somente fofo mas engraçado também! :)

Emma tem uma personalidade que poderia chegar a ser irritante para mim; é teimosa ao extremo, muitas vezes irracional e impulsiva e comete muitos erros de julgamento e atitudes, um tipo de personalidade bem clichê em YA's que geralmente me tira a paciência, o que me deixaria logo com uma certa antipatia pela personagem não fosse o fato de ela ser bem espirituosa, enxergar depois que errou e se arrepender e levar os seus problemas sem fazer um grande drama, chegando até a tirar sarro dos próprios defeitos e ser até um pouco sarcástica (e eu na maioria das vezes adoro personagens sarcásticas rsrs). Além disso, ela uma daquelas desastradas engraçadas e não daquelas que alguns autores exageram tanto tentando que sejam hilárias que acabam no final ficando com um efeito pastelão forçado que chega a ser ridículo e em vez de o leitor se divertir lendo, que seria o objetivo inicial do autor, acaba ficando com pena da personagem ou até mesmo chegando a despreza-la. =/

O Galen, por outro lado, é todo um verdadeiro Lorde, certinho e cavalheiresco e mesmo seus defeitos não são muito acentuados; ele é nobre não só de nascimento mas também de caráter, e ao contrário do que a Emma pensa, não acho que ele seja metido a besta por ser príncipe, pelo contrário, até acho ele bastante humilde, ele só está acostumado que todo mundo que o cerca o obedeça, só isso, mas é mais uma questão de hábito do que qualquer outra coisa tanto que quando ele está em Terra ele tenta se adaptar o máximo possível porque ele tem plena consciência de que está em outro mundo que não seu reino e se ele fosse um príncipezinho arrogante ele iria querer que obedecessem-no de qualquer forma e em qualquer lugar. Além do mais, que eu me lembre, eu só vi ele dando ordens diretamente à Emma e só por causa da segurança dela, mas como ela é muito teimosa, vocês podem imaginar no que deu rs.

Não tenho muito costume de ler histórias sobre sereias, aliás, acho que li pouquíssimos livros com essa temática e isso faz muito tempo, nem me lembro mais das histórias, mas me lembro da sensação de ler algo totalmente diferente, o mesmo acontece com livros com fadas como protagonistas, acho que é justamente por ser um tema dentro da literatura de ficção pouco abordado; dá pra contar nos dedos livros assim, principalmente se forem romances. Mas eu não tenho nada contra, muito pelo contrário, acho uma pena não existirem em maior quantidade porque tudo que foge do clichê é válido, não me entenda mal, adoro clichês mas ler algo inusual é ótimo também, principalmente depois de uma overdose de livros sobre vampiros, lobisomens e anjos que muitas vezes chegam a enjoar o leitor de tantos títulos que são lançados, às vezes em grande quantidade ao mesmo tempo. Adoro esses tipos de livros mas tudo em grande quantidade às vezes cansa, é bom ler coisas diferentes pra variar, relaxa a mente, dá novas informações que você não sabia, uma perspectiva diferente sobre determinado tema e aguça a criatividade e a imaginação e pode até proporcionar ideias novas, principalmente se você for escritor (mesmo que eu não seja escritora acredito nisso).
Portanto, eu gostei bastante de Poseidon e, especialmente, por além de todos esses motivos, ter me feito rir um bocado. E ganhou muitos pontos também pela narrativa ser alternada entre primeira e terceira pessoa. O final também teve um bom cliffhanger que conseguiu me deixar curiosa o suficiente pelo próximo livro da série, espero que não demore a sair. Foi uma leitura bem tranquila e divertida. ^^

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela