Amante Renascido - J.R. Ward




Sinopse:

Das sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma furiosa guerra entre vampiros e seus assassinos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por guerreiros vampiros defensores de sua raça. Desde a morte de sua shellan, Tohrment tornou-se irreconhecível. Fisicamente abalado e com o coração partido, ele é levado de volta para a Irmandade pelo anjo Lassiter. Agora, lutando com uma fúria implacável, ele está preparado para enfrentar outra tragédia. Ao descobrir que sua amada está presa em um submundo frio e isolado, Tohr procura o anjo na esperança de salvá-la. No entanto, quando Lassiter lhe diz que ele precisa aprender a amar outra fêmea para libertar sua antiga parceira, Tohr percebe que eles estão condenados. Mas ele não esperava que uma mulher intrigante e sexy começasse a mexer co seus instintos adormecidos. Em meio a uma guerra violenta contra os redutores e um novo clã de vampiros competindo pelo trono do Rei Cego, Tohr divide-se entre o amor antigo e um futuro arrebatador. Será que ele se entregará a essa nova paixão e conseguirá libertar a todos?


Minha Opinião:

Amante Renascido é o 10º livro da série Irmandade da Adaga Negra (também conhecida como IAN aqui no Brasil), escrita pela divônica J.R. Ward.

Esse volume da série tem como protagonista o personagem Tohrment, o Irmão da Adaga Negra mais conhecido pelo seu apelido Tohr, e sua luta para conseguir salvar a alma de sua shellan Wellsie e a do seu filho não nascido de não conseguir o descanso eterno merecido no Fade e ao mesmo tempo salvar e libertar outros e também a si mesmo.
A J.R. soube falar sobre o tema luto e perda de uma forma emocionante mais ao mesmo tempo sensível e respeitosa, o envolvimento de Tohr com outra personagem que não é sua falecida esposa vai sendo introduzido de um jeito um pouco mais lento para dar tempo do leitor que gostava dele com Wellsie ir meio que se preparando para vê-lo com outra mulher mesmo que a princípio o envolvimento deles seja mais sexual do qualquer outra coisa e forçado pelas circunstâncias, o que se prova uma decisão bastante acertada para o desenvolvimento da narrativa e para tornar a situação e o romance mais crível.

Uma das coisas interessantes sobre essa série é que cada romance é abordado de uma maneira diferente porque os personagens, geralmente tem perfis, idades e formas de ver a vida de forma diferente então cada dinâmica de como os relacionamentos se iniciam e progridem é diferente, mas no caso desse casal eu acho que é muito mais porque os dois já se conheciam no passado que terminou em tragédia com a morte da No'One/Autumn e os dois tem pesos de tragédias e dores muitos fortes a superar, isso pode ser uma faca de dois gumes; tanto pode ajudar a uni-los como a separá-los, e invariavelmente vai causar mais dor a ambos e dificultar terrivelmente o processo de cura emocional de cada um e o de seguir em frente. Por isso o romance deles é mais maduro, digamos assim, e de certa forma mais difícil, do que o dos outros casais até agora, por causa de toda essa bagagem emocional. Acredito que esse é um dos motivos para o casal não ser tão bem aceito entre parte do fandom mais principalmente o fato da maioria dos fãs gostarem muito da Wellsie fez muitos fãs serem relutantes com esse livro e não simpatizarem muito com a Autumn, talvez para uma aceitação melhor a J.R. deveria ter trabalhado mais o casal ao longo de vários livros antes de escrever o livro deles como fez e faz com vários outros. Mas também tem uma parte do fandom que gostou muito do livro, isso é uma questão de opinião. Eu achei bem acertado ela ter escrito um livro grande e foi super bem bolado ter dividido em quatro estações, fazendo a linha do tempo da história se desenrolar ao longo de um ano, foi uma proposta bem inteligente.

Sobre o casal não tenho muito o que falar; adoro o Tohr, sofri junto com ele, mas também acho que em vários momentos ele foi um cretino com a Autumn e ela para mim até que se mostrou forte em alguns momentos para uma Escolhida (tá, tecnicamente ela não é mais ela viveu muitos anos do Outro Lado junto com elas e tem um comportamento parecido em algumas coisas, então eu considero como se fosse rs) e eu não sei se eu já comentei isso aqui em outras resenhas da IAN mas eu detesto do fundo do meu coração as Escolhidas e seu comportamento submisso e "endeusante" dos homens, entre outras coisas. A verdade é que a Autumn para mim foi bem apagada na maior parte do tempo para uma protagonista e irritante em sua síndrome de mártir em outros mas pelo menos teve seus pequenos momentos de força o que é mais do que eu poderia dizer de algumas outras mocinhas da J.R. sendo Escolhidas ou não.

Mas enfim, Amante Renascido é um livro muito bom, não o melhor da série, mas ainda assim muito bom e tocante e cheio de reviravoltas tanto na questão da guerra pelo trono quanto pela jornada do Tohr para libertar Wellsie e achar um novo sentido para a vida através de um novo amor. Recomendar é pouco para a IAN, adoro, é minha série favorita!

Em breve resenha de mais um volume da IAN, dessa vez o meu favorito, Amante Finalmente! ♥

Você pode ler as minhas outras resenhas dos livros da J.R. Ward clicando aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela