O Livro da Loucura e das Curas - Regina O’Melveny




Sinopse:

Meu pai se fora, meu marido morrera e meu coração silenciara. Gabriella Mondini é uma médica com estranhos poderes de cura, poderes que vão além de seus conhecimentos científicos. No fim do século 16, uma mulher médica — e tão sensível quanto ela — é praticamente uma heresia. Assim, se quiser continuar praticando a medicina, deverá ter o aconselhamento de um homem.

Seu pai, também médico, seria o conselheiro ideal, mas ele a abandonou há dez anos: saiu em busca de curas inimagináveis por uma Europa cheia de crendices e magias. E, agora, por meio de suas poucas cartas, é possível perceber que sua sanidade mental está desaparecendo.

Disposta a reencontrar o pai e, quem sabe, salvá-lo a tempo de continuar praticando a medicina, ela atravessa os Alpes da Suíça e os campos da Alemanha, encontra-se com os maiores médicos da Europa e caminha por cidades e vilarejos estranhos até chegar ao Marrocos.

A jovem médica enfrentará caminhos que lhe ensinarão o que é viver no mundo dos clínicos e herboristas daquela época; um mundo onde as praças públicas exalam cheiro de corpos queimados, onde ervas exóticas destroem todos os desejos e onde doenças como a Inveja (“um verme invisível”) saem do corpo dos mortos para destruir os vivos...

Até o fim de sua aventura, ela tentará conquistar a sabedoria tão desejada, mas também terá que lidar com o conhecimento dos segredos de sua família, que são, afinal, os seus próprios segredos.


Minha Opinião:

O Livro da Loucura e das Curas de Regina O’Melveny não foi uma leitura fácil, com seus pontos interessantes mas mesmo assim não foi fácil... vou comentar sobre isso mais abaixo, vem comigo.

A premissa, como a sinopse já esclarece um pouco, gira em torno da Gabriella, a protagonista, que sai em uma jornada em busca de seu pai que sumiu a dez anos e de quem ela, além de sentir uma imensa saudade, precisa de ajuda para conseguir - através de seu aconselhamento - a autorização com o Conselho de médicos da cidade para continuar a exercer a profissão de médica, pois sendo mulher ela só poderia exercer se tivesse esse tipo de apoio, como se fosse um tipo de tutoria. Então, a Gabriella viaja atrás do pai seguindo seu rastro através dos locais dos quais ele enviou as cartas para ela ao longo dos anos e das pistas contidas nessas cartas. Porém, a viagem se mostra mais difícil do que ela imaginaria e os perigos e desafios mais duros e inesperados do que Gabriella e seus dois fiéis criados poderiam supor e a procura que a princípio parecia ser uma aventura inofensiva pode ter um final muito mais grave do que a inteligente e talentosa doutora poderia esperar.

Minha dificuldade maior ao ler esse livro foi sem dúvida o ritmo da narrativa; as partes sobre as doenças curiosas e excêntricas, que eu não sei se foram inventadas ou não pela autora ou se foram modificadas e adaptadas de lendas reais para caber na trama, me intrigaram, impressionaram e algumas até me divertiram, alguns pontos da viagem também foram interessantes e chegaram a segurar minha atenção mas foi basicamente só isso. A bem da verdade o resto da história me pareceu muito arrastada e a Gabriella não me agradou como personagem principal; ela é muito inteligente, com um pensamento pioneiro para a época e muito talentosa e lutando contra todo um sistema machista tentando mostrar que ela tem seu valor como profissional independente do sexo, é claro que não tiro o mérito da personagem e consequentemente da autora por ter abordado esse assunto dessa maneira durante a história e criado uma personagem forte, independente e de certa forma moderna, mas mesmo com tudo isso eu não consegui gostar do livro.

Foi uma leitura muuuuuuito lenta porque não me atraiu nem um pouquinho durante seu transcorrer, exceto pelos pontos que eu já citei.
Lamentavelmente, achei bem sem graça, e me irritei profundamente com várias decisões erradas que a Gabriella tomou durante a trama, essa é a verdade. Talvez o meu humor não estava para um livro desse tipo, vai saber. Espero sinceramente que se você resolver ler sua impressão seja melhor que a minha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela