Amigos e amantes - Daphne Clair - (Maratona de Banca)



Sinopse:

Catherine queria sair pela rua gritando para desabafar seu desespero. Em vez disso, recolocou o fone no gancho e chorou baixinho. Mais uma vez o marido desmarcava um encontro com ela para ficar trabalhando. Por que Jason sempre a deixava em segundo plano? Será que depois de oito anos de casamento a vida tinha de ser assim tão triste? Sem pensar muito, pegou a bolsa e foi procurar Tony. Era seu único amigo, e Catherine nunca se atreveu a sonhar que poderiam tornar-se amantes. Não tinha percebido ainda o quanto era fácil ultrapassar o tênue limite da amizade para ceder aos impulsos de uma paixão louca e perigosa.

Minha Opinião:

Este é o livro do mês de outubro da Maratona de Banca. (tô atrasada de novo =( )
Tema: amigos que se apaixonam

Quando escolhi esse livro tinha a impressão de que iria gostar, pois geralmente gosto de florzinhas (pelo menos da maioria) e também pela sinopse que me dava a ideia de uma história com bastante intriga e quase sempre gosto disso rs, acho que dá um certo tempero a mais nas histórias.
Só que no final das contas não gostei, ou melhor não sei até agora o que pensar sobre os protagonistas (a Catherine e seu marido Jason, é verdade Carla como você disse no seu comentário na minha lista, eles é que são os personagens principais ^^).
E acho que para explicar isso vou ter que usar de um artifício que não gosto muito em resenhas, um pequeno spoiler, mas nada que prejudique a leitura, então vamos lá:

Eu não cheguei a uma conclusão ainda sobre dinâmica do relacionamento da Catherine com o Jason, até o meio do livro mais ou menos eu consegui, mas depois disso foi uma incógnita para mim. Acho que existem duas opções: ou os dois gostam no fundo de um sexo mais selvagem, digamos assim, e têm uma cabeça mais aberta e pra frente, (pq a história é dos anos 80) e a autora resolveu ousar para os padrões da época, ou simplesmente o marido é muito agressivo e gosta de humilhar a esposa e ela é uma boba que deixa ele fazer o que quiser, dizendo não quando no fundo quer dizer sim.
Aff! não sei o que pensar. Se a intenção da autora foi a primeira hipótese, tudo bem eu respeito. Mas se foi a segunda opção... (e que em muitos momentos parecia para mim), sem comentários. ¬¬
Cheguei a ficar aflita em algumas cenas que pareciam violência gratuita, como a mocinha podia ser tão submissa, tão boba, tão passiva. Aff!
Já disse a vocês em outras resenhas que eu não gosto desse tipo de mocinha, que gosto de personagens fortes, lutadoras, trabalhadoras, guerreiras, e até aquelas que sofrem mas dão a volta por cima depois.
Acho que já li tantos livros com personagens assim, que não tenho quase mais paciência nenhuma com as mocinhas fracas.
Depende muuuuuito do contexto em que elas estão incluídas e olhe lá!

Por esses motivos não gostei de Amigos e Amantes, apesar de gostar de alguns outros livros da Daphne Clair.
Achei a capa bacaninha (para a época, contexto da trama, acho que combinou).
Mas esse eu não releria.
Bjs

Um comentário:

  1. Concordo com você mulheres passivas demais dá raiva se eu pego um livro assim eu paro na metade nem dá gosto de ler amei seu blog bjus
    http://draama-queen.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela