Questiovista com Paula Pimenta




Dados pessoais básicos:


Nome: Paula

Idade: Estacionei nos 16! ;-)

Que dia é e que horas são quando está respondendo estas perguntas?

5 de abril de 2010 – 1:21 da madrugada.

Possui blog(s) e/ou site(s)? Quais?

Sim! Site: www.paulapimenta.com – E uma das partes dele é um blog.

Outros endereços na internet?

Twitter: http://twitter.com/paulapim

Formspring: http://www.formspring.me/paulapimenta

Site do meu livro: www.fazendomeufilme.com.br

Livros escritos:

Confissão (poemas), Fazendo meu filme 1 – A estreia de Fani, Fazendo meu filme 2 – Fani na terra da rainha.

Quem escreve geralmente lê bastante, então quais são seus escritores favoritos? E quais deles são referência para você e lhe influenciam de alguma maneira?

A Meg Cabot está no topo a uma larga margem de distância dos outros. Ela é minha maior influência, e tudo que ela escreve eu devoro e indico, ela realmente é incomparável. Gosto também da J.K. Rowling, Lisa Jewell, Jane Green e Sophie Kinsella. E pra citar uma nacional, eu adoro a Martha Medeiros. Todas elas me influenciaram, pois quando a gente gosta muito do estilo de um autor, a tendência é que a gente até inconscientemente aproxime o nosso jeito de escrever do dele.

O que está lendo no momento?

Estou lendo o livro novo da Sophie Kinsella – Twenties Girl. Estou adorando!

Recomende outros escritores nacionais:

Martha Medeiros, Fernanda França e Enderson Rafael.

Dicas para quem quer escrever um livro:

Em primeiro lugar, acho que é importante ler muito. Geralmente, quem gosta de ler e tem esse hábito, escreve bem. Devemos também escrever sobre o que gostamos, quando escrevemos com paixão, os leitores sentem isso. Escrever sobre o que realmente conhecemos é importante também. Ao escolher um tema, certifique-se que você domina o assunto, para não se perder no meio da história. Depois que o livro estiver pronto, é preciso muita paciência e força de vontade pra procurar uma editora. Acho que esses são os passos fundamentais para quem quer escrever e publicar um livro.


Sobre a série "Fazendo meu filme":








* Conte um pouco como surgiu a idéia da estória.


Acho que inicialmente eu peguei alguns acontecimentos da minha vida e comecei a colocar no papel, mas depois eles se transformaram em uma história própria, tomaram um rumo bem diferente da minha vida e viraram a vida da Fani...

* Quando surgiu a idéia você já sabia que ia ser um livro ou a princípio achou que teria outro formato, como de um conto por exemplo?

Eu sabia. Eu comecei já pensando que seria um romance, mas – sinceramente – eu achei que fosse ser apenas mais uma das várias histórias inacabadas que eu já tinha começado e largado... Ainda bem que eu me enganei!

*Quando começou a escrever os dois livros e quando terminou? (Datas)

Comecei a escrever “Fazendo meu filme 1” em novembro de 2004. Tive que interromper por uns meses, pois eu me mudei pra Londres (fui morar por um ano), e no começo eu não tinha nem computador lá. Terminei em outubro de 2005, em Londres mesmo. Ao todo acho que levei uns oito meses para escrevê-lo.

“Fazendo meu filme 2” eu escrevi no ano passado. Comecei do dia 1º de maio e terminei no dia 1º de agosto.

* Qual foi a reação da sua família, quando você disse que ia escrever um livro?

Na verdade eu não comuniquei antes... Eu mostrei logo uns cinco capítulos para a minha mãe e ela ficou louca pra ler mais. A partir daí eu comecei a mandar cada capítulo que escrevia por e-mail pra ela. O meu pai só ficou sabendo depois que eu cheguei de Londres e fui em busca de editoras, já com o livro prontinho.

* Por que "Fazendo meu filme"?

Foi a minha mãe que sugeriu esse nome. Na verdade, o título original era “O filme da minha vida”, mas o primeiro crítico que leu adorou o livro, porém fez apenas uma ressalva ao nome, ele falou que “O filme da minha vida” não mostrava (nas palavras dele) “a explosão de juventude que o meu livro continha” e – ao contrário - passava a impressão de ser um livro com uma protagonista velha, saudosa... Aí eu comecei a pensar em outros títulos, e então a minha mãe sugeriu “Fazendo meu filme”, pois englobava várias coisas: Além de ser uma gíria atual, ia bem de acordo com a Fani, que tem o sonho de ser cineasta e descobre que a vida dela é o melhor filme que ela poderia fazer. Eu mostrei os dois títulos para o pessoal da editora e eles preferiram “Fazendo meu filme”.

* Você pensou em outros nomes?

Tirando o primeiro (“O filme da minha vida”) e o que realmente ficou (“Fazendo meu filme”), não.

* O título veio primeiro ou surgiu no decorrer da trama?

O primeiro título apareceu quando eu já estava quase no final do livro.

* Na sua opinião, qual é o personagem mais cativante e o mais complexo da série? E por quê?

Acho que é a Fani mesmo, a protagonista. Ela é um tipo de garota que tem valores, personalidade forte e que, acima de tudo, respeita seus próprios princípios e vontades, sem vergonha ou medo do que poderiam vir a pensar sobre ela. Ela se difere das outras exatamente por valorizar bem mais seu próprio jeito do que o que está “na moda”, e dessa forma, ela acaba se destacando e se tornando uma garota especial, que conquista não só os outros personagens, mas também os leitores. Inclusive, vários leitores já me escreveram dizendo que perceberam o crescimento da Fani de um livro para o outro. É como se a gente estivesse mesmo acompanhando o amadurecimento dela.


Sobre música:


* Toda a série "Fazendo meu filme" tem a característica de ser bastante musical com trilha sonora e tudo. Você se considera uma pessoa musical daquelas que precisa ouvir música quase todos os dias?

Com certeza! Eu estudei música por toda a minha vida, dou aulas de violão há anos, e por isso acabo envolvida com música o dia inteiro. Mas mesmo que não fosse pela profissão, eu sou do tipo de pessoa que entra no carro e já vai ligando o rádio, sinto necessidade de preencher o ambiente com música. Até para escrever, eu preciso colocar um fundo musical para entrar no clima do livro.

* Sua seleção musical depende do seu estado de espírito naquele dia?

Sim. A música tem que combinar com o sentimento.

* Você escreve ouvindo música? Se SIM, o que você ouve?

Escrevo! Depende do que eu estou escrevendo e da inspiração que eu quero que a música me traga. Quando eu estava escrevendo “Fazendo meu filme 1” eu me cerquei de músicas que marcaram a minha própria adolescência, pra poder relembrar as emoções que eu sentia naquela época. E no livro 2, a primeira página começa exatamente com um CD. As músicas dele foram a trilha sonora que eu usei para me transportar para o mundo da Fani.

* Você acha que as músicas que você está ouvindo no momento, influenciam de alguma maneira na estória?

Acho que não chegam a influenciar, mas ajudam a criar o ambiente adequado para que as idéias fluam melhor.

* O que toca no seu MP3/4/5?

No meu iPod toca muita MPB, pop internacional, reggae, e até músicas infantis!

* Você poderia recomendar alguns cantores e bandas para a gente?

Recomendo as bandas mineiras No Voice e Manitu. Vocês podem ouvir as músicas delas nos sites: www.novoice.com.br e www.manitu.com.br Inclusive eu cito as duas nos livros.


Sobre o futuro:


*Já tem planos para algum outro livro da série mais para frente?

Estou escrevendo “Fazendo meu filme 3”. Depois que essa série acabar, já tenho idéia para outra parecida e também para um outro livro (que não vai ser série) com uma protagonista um pouco mais velha.

*Outros projetos literários?

Pretendo lançar um livro de crônicas no futuro. Por vários anos eu fui cronista de um site (Crônica do Dia) e tenho centenas de crônicas escritas. Pretendo transformá-las em livro assim que tiver uma chance.

* Você acha que a série Fazendo meu filme" será longa? Você tem planos para isso?

Não vai ser muito longa. Se “Fazendo meu filme 3” não for o último, será o penúltimo. Eu já tenho todo o final da história na cabeça e só se o terceiro ficar muito longo é que eu vou transformá-lo em dois livros, e dessa forma teremos “Fazendo meu filme 4”. Eu não sou muito fã de séries longas, acho que acaba perdendo o rumo, vira uma novelinha...

*Outro projetos futuros na internet ou fora dela?

Como eu disse no começo, eu amo música. Além de escritora, sou compositora. Tenho planos de gravar um CD assim que eu arrumar um tempinho para me dedicar a esse projeto...

* Qual seu grande sonho para o futuro?

Poder viver só das artes! Meu sonho é poder passar o dia só escrevendo, cantando e compondo, e poder viver bem dessa maneira... Ainda é um sonho, mas quem sabe um dia? :)



Muito obrigada Paula por aceitar participar e responder todas as perguntas.
Você é uma querida.
Amei suas respostas! ^^
Muito sucesso sempre!
1000 bjs

E a vocês caros leitores, muito obrigada pelas visitas e comentários!
E não percam a próxima Questiovista. =D
Bjs

9 comentários:

  1. HAHAHA adoro essa questiovista!!
    Ficou muito boa! A Paula é tão simpática *-*
    Muito bom ler mais sobre o autor. Eeee não vejo a hora do meu Fazendo meu filme 1 chegar! \o/
    Parabéns!

    xoxo ;*
    Vinha.

    ResponderExcluir
  2. Rafa;

    Adorei a entrevista com a Paula, ainda não li seu livro, mas por tantas boas criticas que tenho lido na net...da até uma comichão de ter ele logo em minhas mãos.

    Sempre bom saber que a Lit. Nacional faz esse sucesso também... Parabens a todos os autores maravilhosos e que alegram nossos dias com suas historias =)

    ResponderExcluir
  3. Adorei a entrevista!!!! Agora quero ler os livros dela! :)

    Menina, acredita que vai fazer 1 ano que comecei com o Leitura? Parece que foi ontem!!! E calhou de cair bem na época de lançar a promoção que prometi, depois das 3 partes da entrevista com Samir. No fim, tudo deu certo! :)

    A promoção começa hoje. Passa lá pra comemorar esse primeiro ano comigo?

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. A Paulinha é mesmo uma querida, mercee todo o sucesso que tá tendo com seus maravilhosos livros da série "Fazendo Meu Filme", quero ser que nem ela quando eu crescer! Agora, para tudo, ela até me indicou! É uma querida mesmo! Beijão, Rafa, suas questionvistas são sensacionais!

    ResponderExcluir
  5. Ah Paula é muito fofa *-* Já sou fã sabe? HSAUH. Eu quero ler FMF1 e 2, não vejo a hora, mas o din-din me obriga a seguir uma linha de compra à risca rsrs.
    xxx
    Ana

    ResponderExcluir
  6. Linda a entrevista.
    Estou doida para conhecer a Paula.
    Espero vê-la na Bienal de Minas. ^^
    Parabéns pela a entrevista.

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista com a Paula! No meu blog tb tem uma com ela :D
    :*

    ResponderExcluir
  8. Muito legal, adorei :)

    Eu também vivo de música, o fone no ouvido o tempo inteiro. Quando não estou ouvindo, fico cantando sozinha.
    Pena que ela não goste de séries longas. Eu gosto de séries infinitas, rsrs.

    Bjim

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela