Amor é fogo que arde sem se ver - Camões



Amor é fogo que arde sem se ver;

É ferida que dói e não se sente;

É um contentamento descontente;

É dor que desatina sem doer;


É um não querer mais que bem querer;

É solitário andar por entre a gente;

É nunca contentar-se de contente;

É cuidar que se ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;

É servir a quem vence, o vencedor;

É ter com quem nos mata lealdade.

Mas como causar pode seu favor

Nos corações humanos amizade,

Se tão contrário a si é o mesmo Amor?


Luís de Camões (1524-1580)

2 comentários:

  1. Adoro esse poema! Fico imaginando os pensamentos de Camões ao escrevê-lo.
    Mas assim, você não escreve poemas seus?
    Beijos.
    ;)

    ResponderExcluir
  2. http://www.orkut.com.br/Main#Profile?rl=mp&uid=12221390201936694893

    Amanda
    Amo esse poemaa...
    Elle tocaa na alma d'agente ♥...
    Taa di PARABÉNS...
    aa tenho varioos poemas meus...qualquer diaa mando uns pra vcee...ok?!

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela