Irlanda




A Irlanda (em irlandês: Éire; em inglês: Ireland), é um país situado no noroeste da Europa. O moderno estado soberano ocupa cerca de cinco sextos da ilha da Irlanda, que foi reparticionada pela primeira vez em 3 de Maio de 1921. É delimitada a norte pela Irlanda do Norte (pertencente ao Reino Unido), pelo Oceano Atlântico a oeste, pelo Mar da Irlanda a leste, e pelo Mar Céltico e pelo Canal de São Jorge a sul e sudeste. Juridicamente, o termo República da Irlanda (em irlandês: Poblacht na hÉireann) é a descrição do estado, mas Irlanda é o seu nome.

Apesar de uma previsão de redução do período de crescimento econômico, em 2008, a Irlanda tem hoje o quinto PIB per capita mais elevado do mundo, e o sétimo PIB per capita considerando a paridade do poder de compra, A Irlanda tem também o quinto IDH mais elevado do mundo. O país também se orgulha de ter a mais alta qualidade de vida do mundo, estando em primeiro lugar no ranking do ídice de qualidade de vida do Economist Intelligence Unit. A Irlanda foi a sexta classificada no Índice Global da Paz. A Irlanda também tem uma alta classificação no seu sistema de ensino, na liberdade política e direitos civis, na liberdade de imprensa e na liberdade económica, a qual foi também classificada como o quarto país do Índice Failed States, sendo um dos poucos países "sustentáveis" em todo o mundo. A Irlanda tem emergido como um destino atraente para imigrantes estrangeiros, que hoje totalizam aproximadamente 10% da população. A população da Irlanda é a que tem o maior crescimento na Europa, com uma taxa de crescimento anual de 2,5%.


História

A Irlanda é o sucessor do Estado Livre Irlandês. Este domínio tinha sido constituído quando toda a ilha da Irlanda se separou do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda em 6 de Dezembro de 1922. No entanto, no dia seguinte, o Parlamento da Irlanda do Norte exerceu o seu direito ao abrigo do Tratado Anglo-Irlandês, e optou voltar a pertencer ao Reino Unido. Esta acção, conhecida como a Partição da Irlanda, foi seguida de quatro tentativas para introduzir o governo autônomo de toda a ilha da Irlanda (em 1886, 1893, 1914 e 1920). O Estado Livre Irladês foi abolido quando a Irlanda foi formalmente criada em 29 de Dezembro de 1937, o dia em que a sua Constituição entrou em vigor.

Para Saber Mais sobre a História da Irlanda, clique aqui.


Política


A Irlanda é uma democracia parlamentar. O poder legislativo é exercido pelo Parlamento (Oireachtas), constituído pelo Presidente e duas câmaras: o Dáil Éireann (Câmara dos Deputados) e o Seanad Éireann (Senado). Os 166 membros do Dáil são eleitos por sufrágio universal, por um período máximo de cinco anos, segundo o sistema de representação proporcional. O Senado compõe-se de 60 membros, dos quais 11 são nomeados pelo Primeiro-Ministro (Taoiseach), 43 são eleitos pelos membros do Dáil, do anterior Seanad e das autoridades locais a partir de listas de candidatos que pertencem a cinco sectores essenciais da sociedade: educação, agricultura, trabalhadores, indústria e comércio e administração. As universidades elegem seis membros do Senado.

Qualquer proposta de lei de revisão constitucional necessita do acordo das duas câmaras e de ser ratificada por referendo. O Presidente, que é eleito directamente por sete anos, nomeia, sob proposta do Dáil, o Primeiro-Ministro e sob proposta deste e o acordo prévio do Dáil, os ministros. O Dáil Éireann pode ser convocado ou dissolvido pelo Presidente, após parecer do Primeiro-Ministro. O Governo é constituído por um máximo de 15 membros, dos quais dois devem pertencer ao Senado e os restantes ao Dáil.


Geografia

A costa ocidental da Irlanda consiste principalmente de arribas, colinas e montanhas baixas (o ponto mais elevado é o Carrauntoohill, com 1 041 m). O interior do país é predominantemente composto por terras agrícolas relativamente planas, atravessadas por rios como o Shannon e ponteado por vários lagos grandes, os loughs. O centro do país faz parte da bacia hidrográfica do rio Shannon, e contém grandes áreas de paul, usados para a produção de turfa. O clima temperado da ilha é modificado pela corrente do Atlântico Norte e é relativamente suave. Os verões raramente são muito quentes, mas é raro fazer muito frio no inverno. A precipitação é muito comum, com até 275 dias de chuva por ano em algumas partes do país. As cidades principais são a capital, Dublin, na costa oriental, Cork no sul, Galway e Limerick na costa ocidental e Waterford na costa sudeste .

Para ler sobre as Subdivisões geográficas da Irlanda, clique aqui.


Economia

A República da Irlanda tem uma economia pequena, moderna e dependente do comércio, com um crescimento médio de uns robustos 9% entre 1995 e 2001. A agricultura, em tempos o setor mais importante, tem agora muito pouca importância quando comparada com a indústria, que é responsável por 40% do PIB, cerca de 80% das exportações e que emprega 28% da força de trabalho. Embora as exportações se mantenham como o principal motor para o grande crescimento da economia irlandesa, esta também tem beneficiado de um aumento nos gastos dos consumidores e de uma recuperação no investimento na construção e nos negócios.

Ao longo da última década, o governo irlandês tem implementado uma série de programas econômicos nacionais destinados a controlar a inflação, diminuir os impostos, reduzir a percentagem que o investimento público tem no PIB, aumentar a qualificação da mão-de-obra e promover o investimento estrangeiro. A Irlanda juntou-se a outros 11 países da UE no lançamento do euro em Janeiro de 1999. Este período de grande crescimento económico levou muitos autores a chamar à Irlanda o Tigre Celta. A economia sentiu o impacto do abrandamento económico global de 2001, em especial no setor de exportação de alta tecnologia; a taxa de crescimento diminuiu para cerca da metade.


Demografia

A população total da ilha da Irlanda é pouco mais de 6 milhões de habitantes (2006), dos quais 4 239 848 residem na República da Irlanda (1,7 milhões de habitantes residem na Área Metropolitana de Dublin) e 1,7 milhões de habitantes na Irlanda do Norte (600 000 dos quais a residir na Área Metropolitana de Belfast que corresponde à população total das cidades de Belfast, Castlereagh, Carrickfergus e Lisburn). Em 1841, a população era de 6,5 milhões de habitantes, e subiu para 5,1 milhões em 1850 após a Grande Fome Irlandesa, com a emigração em massa. A população continuou a descer até aos anos da década de 1960, como indicado em dados relativos a 1901, onde a população era de 3,2 milhões de habitantes, contrapondo os 2,8 milhões de 1961, mas a partir dessa altura, tem vindo a aumentar novamente. Na década de 1990, e ainda mais na de 2000, a imigração tem vindo a aumentar.

A Irlanda tem sido habitada há pelo menos 9000 anos, embora pouco se saiba sobre as pessoas da era do Paleolítico e do Neolítico que habitaram a ilha. Os registos históricos e genealógicos revelam a existência de diversos povos (Cruithne, Attacotti, Conmaicne, Éoganachta, Érainn, Soghain, e outros). Durante os últimos 1000 anos, foram influenciados pelos Vikings, que fundaram vários portos, incluindo o de Dublin, e também pelos Normandos. No entanto, a maioria (80%) da população é descendente de que os primeiros habitantes da ilha tenham a habitando a partir do final da Idade do Gelo. Muitos, na Irlanda do Norte, são descendentes dos colonos de Inglaterra, especialmente dos da Escócia.

Durante muitos anos, acreditou-se que os irlandeses são de origem "celta". No entanto, os recentes indícios de ADN mostram que as pessoas do oeste da Irlanda e de Gales (e, em menor grau, da Escócia e da Inglaterra) têm muitos traços genéticos em comum com o povo do norte da Espanha, formalmente conhecida como Gallaecia. Na verdade, a origem da toponomia etimológico de Galiza, no País de Gales, e Gália e Galiza, na Polônia, é proveniente da mesma raiz celta, resultado do baixo domínio celta em relação ao latim. Além disso, alguns teorizam que, embora o basco não seja, certamente, uma língua celta, poderia ter sido do contacto com a cultura celta, através da imigração de irlandeses, que é conhecido como pré-celta. Esta posição é difícil de confirmar porque a informação é relativamente nova. Culturalmente, porém, os irlandeses são inegavelmente de origem celta, e mais semelhantes ao povo escocês e galês.

Para saber mais sobre a Demografia da Irlanda, clique aqui.


Cultura

Na cultura irlandesa, destacam-se os escritores Jonathan Swift e Oscar Wilde, para além dos quatro Nobel da Literatura: George Bernard Shaw, W. B. Yeats, Samuel Beckett e Seamus Heaney. Apenas um irlandês ganhou o Nobel da Física, por Ernest Walton, em 1951. Para além desses, também deram contributo William Thompson, importante naturalista, e William Rowan Hammilton, foi um renomado físico e matemático do século XIX.

Uma das mais lotadas áreas de Dublin é o chamado Temple Bar (a antiga área onde é possível encontrar pessoas de todo o mundo) ou em locais diversos como a moderna Thunder Road Cafe. Na dança destaca-se o Riverdance. O primeiro médico com título nobiliárquico, Sir Hans Sloane, foi um médico irlandês cujo hobby era a botânica e cuja coleção é o núcleo do Museu Britânico.

Para saber mais sobre a Cultura em geral da Irlanda, clique aqui.


Hino Nacional: Amhrán na bhFiann
Em Português: Canção do Soldado
Capital: Dublin
Cidade mais populosa: Dublin
Língua Oficial: Irlandês e Inglês
Moeda: Euro
Website Governamental: www.irlgov.ie

Fonte:
Wikipédia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela