Bruxos e Bruxas - James Patterson e Gabrielle Charbonnet




Sinopse:

No meio da noite, os irmãos Allgood, Whit e Wisty, foram arrancados de sua casa, acusados de bruxaria e jogados em uma prisão. Milhares de outros jovens como eles também foram sequestrados, acusados e presos. Outros tantos estão desaparecidos. O destino destes jovens é desconhecido, mas assim é o mundo sob o regime da Nova Ordem, um governo opressor que acredita que todos os menores de dezoito anos são naturalmente suspeitos de conspiração. E o pior ainda está por vir, porque O Único Que É O Único não poupará esforços para acabar com a vida e a liberdade, com os livros e a música, com a arte e a magia, nem para extirpar tudo que tenha a ver com a vida de um adolescente normal. Caberá aos irmãos, Whit e Wisty, lutar contra esta terrível realidade que não está nada longe de nós.


Minha Opinião:

Bruxos e Bruxas, escrito em parceira por James Patterson e Gabrielle Charbonnet é o primeiro livro da série distópica, de quatro volumes e ainda em aberto, Witch e Wizard (Bruxos e Bruxas, no Brasil), que em sua trama conta como os irmãos Whit e Wisty, de uma hora pra outra, são acusados de bruxaria pelo novo governo - o regime totalitário e ditatorial conhecido como Nova Ordem -, são presos e a partir daí suas vidas se tornam um inferno. Uma ação que eles descobrem depois que é algo que não só os atingem mas também muitos outros jovens e é um plano muito maior do que eles poderiam sequer supor e vai mudar - já está mudando - a história do mundo para sempre e que será devastador e irreversível se eles não fizerem nada para impedir.

Esse é o segundo livro que leio do James Patterson, na verdade, o primeiro que li não era propriamente um livro, era mais um conto chamado Salva-Vidas, que eu já resenhei aqui no blog, uma história que aqui no Brasil foi lançada junto com outras três numa edição da Seleções de Livros da Reader's Digest e que também foi escrita pelo James em uma parceria com outro autor, o Andrew Gross. Quanto a Gabrielle Charbonnet, nunca tinha lido nenhuma obra dela.

Ao ler Bruxos e Bruxas, apesar de serem estilos completamente diferentes, um é um livro adulto de suspense com ação e o outro é uma distopia YA com sobrenatural, senti uma característica em comum com Salva-Vidas; a presença marcante de muita ação durante todo o livro, a adrenalina domina a trama por causa de tantos acontecimentos seguidos o que, além de os capítulos serem curtos, contribuiu para tornar a minha leitura muito ágil e me fazendo ler o livro bem rápido.

Whit e Wisty são protagonistas bem interessantes; apesar de serem irmãos são bem diferentes: Whit (que se tornou meu favorito), é mais calmo e mais racional do que a Wisty que apesar de também ser carismática como o irmão, é muito esquentadinha (*spoiler* sem trocadilhos rs *spoiler*) e muito precipitada o que a fez tomar algumas decisões erradas que me irritaram um pouco, mas ninguém é perfeito rsrsrs. =P

No geral, eu achei o livro bem legal, não é uma leitura perfeita, nem nada "OMG!", mas gostei bastante, achei bem agradável e me diverti pra valer (ri muito, principalmente com as "paródias"; os nomes "trocados/modificados" de livros, bandas, artistas, etc. Muito bom! kkkkk). Além da formatação/diagramação reservar algumas pequenas surpresas. ^^
Uma leitura de magia e fantasia bem despretensiosa, gostei.
Confesso que fiquei curiosa para ver como os problemas e dilemas do final desse primeiro livro irão se desenvolver e se resolver; é esperar o lançamento do próximo da série pra ver.

4 comentários:

  1. Oi Rafaela.

    Muito legal a sua resenha, eu vi esse livro em algum lugar e passei direto por ele, mas pela sua resenha ele parece ser interessante.

    Sempre gostei de histórias de magina :)

    Abraços

    http://letrasdanana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oi Rafaela, esse livro tá causando sensações contraditórias. Estou curiosa para ler, e de certa forma enfim imagino que não irei confundir os nomes...
    Do autor li apenas "O diário de Suzana para Nicolas" que amei, mas é um romance/drama e apesar disso tem bastante ação de acordo com o contexto.

    ResponderExcluir
  3. quero muito ler esse livro. Já comprei, mas cadê o tempo?
    ótima resenha,
    bjus
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. O único livro que li do James Patterson foi Private e eu gostei.
    Estou mais que curiosa e ansiosa para ler Bruxos e Bruxas, tanto pelo grande marketing que a NC fez em cima do livro, que acredito fizeram todos ficarem bem animados, curiosos e ansiosos com o livro, quanto pelas resenhas positivas que leio, que só me fazem querer ler esse livro o mais rápido possível.
    A capa do livro é lindíssima, esse B flamejante com os rostos do irmãos é genial.
    Pelo que dá para perceber o que não falta no livro é ação e aventura. E eu adoro!!!!!
    Tô bem curiosa pra saber mais sobre essa Nova Ordem e como que ela foi instituída, e o que os irmãos Allgood vão fazer para acabar com ela e o seu regime controlador e opressor.
    Estou doida doida para ler esse Bruxos e Bruxas!!!!!

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela