Cinco Minutos - José de Alencar


Olá! Sumi de novo, não foi?
Aff! As provas finais me consumiram o tempo e a criatividade, mas prometo que irei me redimir postando!
Andei pensando sobre o que este post iria falar e finalmente decidi que seria sobre um livro que AMO, o: Cinco Minutos, da obra de José de Alencar.
Sei que posso estar soando repetitiva, pois já coloquei um trecho desse livro lá no "CDG" , mas aqui falarei sobre o livro em si.
Já havia lido ele há uns anos atrás, mas como quem me conhece sabe, sou apaixonada por tudo que já li deste autor, simplesmente não consigo resistir, quando tenho dinheiro e vejo um livro dele pra vender "dando sopa" por aí, então comprei-o!
Êeeeeeeee!
Adoorooo!
Como o exemplar que tenho (que tem a capa igual a esta de cima), não possue resumo na contra-capa e sim um trecho do livro, abaixo falarei um pouco sobre a estória, com minhas palavras.

A Estória:

Num dia como outro qualquer, um jovem rapaz de posses, sai de casa para pegar o ônibus (bonde, no livro chamam de ônibus) das seis horas, coisa que faz sempre, só que neste dia em especial, ele se atrasa, perdendo o horário da condução, isso faz com que espere o próximo transporte, que será o das sete. Quando entra no ônibus, se senta ao lado de uma moça, coberta por um chapéu com um véu, que com o decorrer da viagem, desperta seu interesse, se tornando o objeto de um amor, que é alimentado pelo mistério. Um amor que cresce e se fortalece, apesar da distância e dos obstáculos encontrados pelo caminho. Um amor que é capaz de enfrentar as maiores adversidades para ser concretizado.

Este livro é todo escrito em primeira pessoa, como se fosse o moçinho contando a estória em uma carta para sua prima.
Claro que não entrarei em maiores detalhes do desenrolar da estória, para alimentar sua vontade de ler. Provavelmente deve estar pensando que esse resuminho foi muito pequeno e não deu pra ter uma idéia, mas foi de propósito!

A grande questão do livro é: Como vidas podem ser modificadas por causa de cinco minutos!
Como pequenos atos, gestos e escolhas podem ter uma grande repercussão em várias vidas e/ou modificá-las para sempre!

Trecho que está na contra-capa:

"(...) Chegando ao Rocio, não vi mais ônibus algum; o empregado a quem me dirigi respondeu:
-Partiu há cinco minutos.
Resignei-me e esperei pelo ônibus de sete horas. Anoiteceu.
Fazia uma noite de inverno fresca e úmida; o céu estava calmo, mas sem estrelas.
À hora marcada chegou o ônibus e apressei-me a ir tomar o meu lugar. (...) Senti no meu braço o contato suave de outro braço, que me parecia macio e aveludado como uma folha de rosa. (...) Pouco a pouco fui cedendo àquela atração irresistível e reclinando-me insensivelmente; a pressão tornou-se mais forte, senti o seu ombro tocar de leve o meu peito; e a minha mão impaciente encontrou uma mãozinha delicada e mimosa, que se deixou apertar a medo.
Assim, fascinado ao mesmo tempo pela minha ilusão e por este contato voluptuoso, esqueci-me, a ponto que, sem saber o que fazia, inclinei a cabeça e colei os meus lábios ardentes nesse ombro, que estremecia de emoção. (...)"

Tomara que meu comentário e este trecho do livro tenham lhe ajudado conhecer, entender e a despertar sua curiosidade para a leitura deste clássico maravilhoso, da literatura nacional!
Para ler outro trecho do livro, clique aqui!
Bjs!
E até a próxima!

Atualização: Você pode ler outras resenhas minhas sobre outros livros de José de Alencar, clicando aqui.

2 comentários:

  1. Oi Rafinha...
    Já era tempo de atualizar mesmo!!! rsrsrs
    Bem, se tratando de José de Alencar, não é um dos meus favoritos, o fato de estar em primeira pessoa, tbm não curto muito não, mas vou respeitar seu gosto e sua dica....
    Tentei ler alguns de José de Alencar, mas não deu, quem sabe com esse seja diferente, não é mesmo?
    Espero sempre encontrar novidades por aqui...
    Bjkas

    ResponderExcluir
  2. Olá, Rafaela
    Bela indicação de nossa biblioteca tupiniquim. Eu amo esse livro, a história é muito gracinha, romântica e bem humorada. Achei o blog pelo google ao digitar o romance gracinha no qual escrevo. Fico feliz em estar em sua listagem. Retribuirei tão generoso gesto listando o seu blog no meu também.

    Beijos
    Vivi

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela