Vermelho como o sangue - Salla Simukka




Sinopse:


No congelante inverno do Ártico, Lumikki Andersson encontra uma incrível quantidade de notas manchadas de vermelho, ainda úmidas, penduradas para secar no laboratório de fotografia da escola. Cédulas respingadas de sangue.

Aos 17 anos, Lumikki vive sozinha, longe de seus pais e do passado que deixou para trás. Em uma conceituada escola de arte, ela se concentra nos estudos, alheia aos flashes, à fofoca e às festinhas dominadas pelos garotos e garotas perfeitos.

Depois que se envolve sem querer no caso das cédulas sujas de sangue, Lumikki é arrastada por um turbilhão de eventos. Eventos que se mostram cada vez mais ameaçadores quando as provas apontam para policiais corruptos e para um traficante perigoso, conhecido pela brutalidade com que conduz os seus negócios.

Lumikki perde o controle sobre o mundo em que vive e descobre que esteve cega diante das forças que a puxavam para o fundo. Ela descobre também que o tempo está se esgotando. Quando o sangue mancha a neve, talvez seja tarde demais para salvar seus amigos. Ou a si mesma.


Minha Opinião:


Vermelho como o sangue é o primeiro livro da trilogia da Branca de Neve (ou série Lumikki Andersson), série teen de suspense e thriller inspirada no conto de fadas da Branca de Neve e escrita pela autora finlandesa Salla Simukka.

Lumikki, nossa protagonista, se mudou para uma nova cidade para estudar em uma escola de artes para escapar de lembranças e segredos antigos ruins procurando ter um pouco de paz e quando ela, inesperadamente, encontra em uma sala escura no laboratório de fotografia da escola, notas e mais notas molhadas penduradas para secar e com manchas de sangue, ela de repente, sem querer, se vê envolvida em uma trama perigosa com uma rede de criminosos da qual ela pode não acabar saindo com vida.

O livro é bom: apesar de relativamente curto (240 páginas) a história é bem desenvolvida e a Salla tem um jeito interessante de escrever com bastante metáforas e várias referências a alguns contos de fadas e a atmosfera sombria que essas histórias tinham quando originalmente foram criadas, o que combina bastante com o elemento de leve suspense da narrativa e, além disso, apesar de fazer parte de uma série e todos terem a mesma mocinha, você pode lê-lo - se escolher só ler este primeiro - tranquilamente porque a trama é toda fechadinha e - se não todas - pelo menos a maioria das perguntas são respondidas e suspenses revelados e o final é bem redondinho e não deixa quaisquer cliffhangers feitos para deixar você doido para saber o que acontece no próximo. Isso para mim é uma vantagem rs. Não é um livro que se possa dizer que é fenômenal (a não ser por uma questão de gosto), nem o suspense sobre as notas ensanguentadas é difícil de adivinhar (eu demorei pouco para juntas as peças) mas o jeito peculiar da autora escrever foi me cativando aos poucos e a Lumikki é uma personagem muito interessante, então foi uma boa leitura. Apesar de poder ser lido de forma independente eu fiquei curiosa para ler os próximos e eu gostaria de lê-los, mesmo não sendo uma prioridade, então quem sabe um dia. ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela