Dez coisas que aprendi sobre o amor - Sarah Butler




Sinopse:

Por quase 30 anos, quando a brisa de Londres torna-se mais quente, Daniel caminha pelas margens do Tâmisa e senta-se em um banco. Entre as mãos, tem uma folha de papel e um envelope em que escreve apenas um nome, sempre o mesmo. Ele lista também algumas coisas: os desejos e o que gostaria de falar para sua filha, que ele nunca conheceu. Alice tem 30 anos e sente-se mais feliz longe de casa, sob um céu estrelado, rodeada pela imensidão do horizonte, em vez de segura entre quatro paredes. Londres está cheia de memórias de sua mãe que se fora muito cedo, deixando-a com uma família que ela não parece fazer parte. Agora, Alice está de volta porque seu pai está morrendo. Ela só pode dar-lhe um último adeus. Alice e Daniel parecem não ter nada em comum, exceto o amor pelas estrelas, cores e mirtilos. Mas, acima de tudo, o hábito de fazer listas de dez coisas que os tornam tristes ou felizes. O amor está em todas as partes desta história. Suas consequências também. Sejam boas ou más. Até que ponto uma mentira pode ser melhor do que a verdade?


Minha Opinião:

Dez coisas que aprendi sobre o amor escrito pela autora Sarah Butler, tem sua narrativa centrada em dois personagens principais: Alice, uma mulher aventureira que tem a alma inquieta e não consegue, ou não quer, criar raízes em um único lugar e volta para a casa de infância depois que é avisada que seu pai está muito doente. E Daniel, um homem que tem uma vida difícil sobrevivendo nas ruas e que vive de lembranças de pessoas amadas e uma vida há muito perdida. Será que esse dois personagens tem algo mais em comum além do amor que sentem pelos seus entes queridos, o sentimento de inadequação e de não encaixar/não pertencer a lugar nenhum e o fato de serem almas livres? Será que existe a possibilidade de seus mundos se encontrarem? E o que aconteceria se esses seus núcleos se chocassem? Ou são pessoas que nunca na vida poderiam se cruzar?

Esse livro é um dos lançamentos de Agosto da Editora Novo Conceito e eu recebi uma amostra dele por e-mail e achei muito interessante a sinopse e esse pedaço que li; é um drama com uma abordagem diferente, intrigante, você fica tentando entender o que acontece, qual a razão dos personagens serem como são, o que os motiva, sua visão de mundo e das pessoas ao redor deles, etc. Além disso, você fica com a pulga atrás da orelha de curiosidade para saber se eles tem algo a ver ou não e o texto escrito pela Sarah Butler, é cheio de figuras de linguagens e evoca muitas imagens dando a ele uma aparência até meio que poética, principalmente nas partes do Daniel. Achei isso bastante instigante para contnuar a leitura. Só esse sentimento já me dá uma vontade danada de continuar lendo. Tenho uma sensação de que esse é um daqueles livros de fazer chorar de emoção, e também achei a capa muito bonita rsrs. Drama dos bons. ;)

E para entrar no clima da história...

Minha lista das dez coisas que eu sei sobre o amor:

01 - O amor, no verdadeiro sentido da palavra, é incondicional.
02 - O amor liberta.
03 - Existem muitos tipos de amor, as pessoas pensam mais no amor no sentido romântico, mas ele tem muitas formas e às vezes elas são até mais fortes ou duradouras do que a romântica.
04 - Amor pode durar uma vida inteira, paixão não.
05 - O amor e o ódio são os dois sentimentos mais fortes e duradouros, são opostos, mas por vezes, pode haver uma linha fina entre eles que pode ser cruzada nos dois sentidos.
06 - Hoje em dia se usa muito as palavras "Eu te amo" e "Meu amor" de forma muito leviana; o amor às vezes é banalizado. Ações falam mais do que palavras.
07 - O amor é o que realmente importa. Sexo, cor, religião, classe social, tudo isso é secundário. O que importa é o sentimento que une o casal.
08 - Quem te ama vai te demonstrar isso uma hora ou outra, quem não te ama também.
09 - Amor, paixão e luxúria são coisas bem diferentes. Saber diferenciá-los é que é o grande problema/desafio da maioria das pessoas.
10 - Amor é paz, calmaria, aconchego, colo de mãe, ombro para chorar, sossego e calor na alma. É o sentimento mais bonito que existe e pode mover mundos e mudar vidas.

Um comentário:

  1. ja estou super instigada com essa história, a história de Daniel ja esta me fazendo lágrimas! Segredos e emoções não vão faltar!
    felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela