Anaíd e o Deserto de Gelo - Maite Carranza



Sinopse:

A profecia enfim se concretizou. Agora os clãs das bruxas Omar esperam que Anaíd, a eleita e dona do cetro do poder, acabe de uma vez com as sanguinárias bruxas Odish. Mas Anaíd tem só quinze anos, está apaixonada e nunca pareceu tão frágil frente aos perigos que a rodeiam, tanto que se vê obrigada a fugir em companhia de Selene, sua mãe. Ao longo dessa viagem desesperada e perigosa, Anaíd conhecerá a lenda que se criou em torno de Selene durante sua juventude louca e rebelde e finalmente lhe será revelado o segredo da sua origem e de seu nascimento. Anaíd nasceu numa dura terra de gelos, sendo filha da neve e irmã da ursa. Mas essa verdade não poderia se mais assustadora.

Minha Opinião:

Anaíd e o deserto de gelo é o segundo volume da trilogia Guerra das Bruxas e eu já resenhei o primeiro livro da série, Anaíd e o Clã da Loba aqui.

O deserto de gelo tem uma narrativa um pouco mais madura do que seu antecessor, talvez por ser o livro do meio e os personagens estarem um pouco mais acostumados com a revelação da profecia e encarando de uma forma mais séria principalmente a Anaíd, mesmo ela ainda cometendo algumas bobagens e tomando algumas decisões erradas pelo caminho (o que é normal considerando-se a idade dela e suas responsabilidades repentinas e gigantescas), acho aliás que essa é a beleza da personagem: cometer erros sem intenção em sua busca pelo acerto, isso a humaniza e faz com que o leitor se identifique de certa forma - esses defeitos e escolhas erradas mostram que a personagem não é perfeita - como ninguém é, que todos os seres humanos são passíveis de erros e defeitos.

O que também torna a narrativa mais séria é o foco da história neste livro estar mais voltado para a Selene a mãe da Anaíd, sua história de vida e o relato completo nu e cru da concepção, nascimento da Anaíd e como se deu essas sucessão de acontecimentos que até então era nebulosa e desconhecida pela Anaíd, finalmente ela descobre esse segredo tão bem guardado e as revelações implicadas.

É um livro bom, tem muita cultura sobre os cantos mais remotos do planeta e dá vontade de ler tudo de uma vez, tem ótimos ganchos nos finais de capítulos que seguram a atenção e atiçam a curiosidade, mais é bem mais "parado" em matéria de aventura do que O clã da Loba, mas a narrativa torna tudo interessante, intenso e até um pouco sombrio, eu gostei.
Agora é aguardar ansiosamente o terceiro e último volume da série. :)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela