Questiovista com Enderson Rafael



Dados pessoais básicos:



Nome: Enderson Rafael

Idade: 29

Que dia é e que horas são quando está respondendo estas perguntas? Dia 1o de fevereiro, são 23h (BRA)

Possue blog(s) e/ou site(s)? Quais? Já tive blogs e fotologs, mas hoje só atualizo meu twitter mesmo @endersonrafael e @todasasestrelas

Outros endereços na net? Não, não.

Livros escritos:

"Todas as estrelas do céu" (1999), "Propaganda e Marketing para vestibulandos, calouros, curiosos e simpatizantes" (2003), "O bom ateu" (2008), "Três Céus"(2009), além dos roteiros de longa-metragem para cinema "Geribá"(2000) e "Mil Mares"(2001).

Quem escreve geralmente lê bastante, então quais são seus escritores favoritos? E quais deles são referência para você e lhe influenciam de alguma maneira?

Meus favoritos me influenciam certamente, por mais que a gente sempre busque fazer diferente - não há muito sentido em repetir o que já foi feito. Mas em ficção, cito Chico Buarque e José Saramago, embora meu estilo não se compare, em semelhança ou competência, ao deles. Em não ficção, Carl Sagan e Amyr Klink.

O que está lendo no momento?

"Por trás do véu de Ísis", de Marcel Souto Maior, um livro que investiga o fenômeno da psicografia. Estou lendo apenas porque um amigo que está lendo o meu "O bom ateu" me emprestou meio que em resposta, e não posso falar mal de algo que eu não tenha lido, além do que o tema é sim instigante. Mas vou começar "A menina que roubava livros", de Marcus Zusak, tão logo o termine.

Recomende outros escritores nacionais:

Evandro Daólio (série "Ria da Minha Vida"), João Ubaldo Ribeiro (nunca li um livro seu, mas sou fã incondicional de suas crônicas), Jorge Amado, Daniel Leb Sasaki, Ivan Sant'anna, Gianfranco Betting (esse três últimos de aviação), além de boa parte dos clássicos que lemos obrigados na escola.

Dicas para quem quer escrever um livro:

Comece. Se possível comece já sabendo o final, mesmo que não saiba como vai chegar lá. E nunca, nunca, enrole o leitor. Se tem alguma coisa sobrando no seu texto, corte-a. E deixe colas no final do texto, pra quando você retomá-lo saber o que acontece a seguir - escrever um livro leva dezenas, centenas de horas, divididas em meses. E revise bastante antes de mostrar para alguém. E tente reconhecer da forma mais isenta possível quem o lerá e porque.


Sobre "Todas as estrelas do céu":


* Este é seu primeiro livro?

Foi o primeiro que escrevi, aos 19 anos. Depois houveram outros, dos quais "Propaganda e Marketing para vestibulandos, calouros, curiosos e simpatizantes" foi o primeiro e único publicado até então http://migre.me/imLW

* Já escreveu outros formatos antes do "Todas", como contos por exemplo?

Antes do "Todas", poemas, muitos e muitos, inclusive um de 300 versos - o maior texto que escrevi antes do romance. Mas se perderam todos. Depois do "Todas", já compus muitas músicas (gravadas pela minha ex-banda, "Os Provisórios"), ensaios e roteiros para longa-metragem, como dito antes.

* Conte como surgiu a inspiração para escrever o enredo do livro.

Eu tinha muita vontade de escrever uma história de amor arrebatadora, e por eu ser adotado e ter convivido sempre bem com isso, graças à maneira maravilhosa como minha família (a biológica e a adotiva) conduziu isso, me ocorreu utilizar essa premissa. O que nos impede de nos apaixonarmos por nossos irmãos adotivos? Nasceu assim o "Todas as estrelas do céu" e o amor impossível de Carol e Lê.

* Todos os personagens são 100% fictícios ou existem alguns deles, só que com nomes diferentes?

Os protagonistas roubam características, aqui e ali, de gente que existe. Já alguns coadjuvantes são bem próximos dos seus correspondentes reais, mas essa regra não vale pra todos, cada caso é um caso. A gente sempre mistura comportamentos que já vimos em pessoas de verdade para criar os comportamentos de um personagem.

* Por que usar o Rio de Janeiro e Santa Catarina como panos de fundo para o romance e não outros estados/países?

Na época, eram os cenários que eu conhecia bem, e mais ainda, tinha vontade de vê-los na história, achava-os pertinentes ali, e claro que não via mal nenhum em as pessoas conhecerem mais dos lugares que eu gosto. Meu próximo romance, posso adiantar, vai beeeem mais longe, afinal, hoje em dia sou comissário de voo e conheço bem mais lugares.

* Por que "Todas as estrelas do céu"?

Por um bom tempo o romance não teve título. Não tinha ideia do que colocar, e "Carol e Lê"parecia o mais adequado. Até que a Carol faz a poesia pro Lê, no sétimo capítulo, e gostei tanto do título que o adotei pro livro.

* Para você qual é o personagem mais cativante do "Todas", e para os leitores quem é aquele que conquista 9 entre 10 fãs do livro? E por quê?

Pra mim sem dúvida é a Bárbara. Ela compensa o fato de não ser nem tão bem-sucedida intelectualmente e nem tão bonita com um senso de humor e um carisma adorável. Com o andar do livro, mostra-se uma grande amiga. Pros leitores, creio que é a Carol - que eu adoro também, claro - e o Luiz, com o sotaque e a amizade que tem a Lê. É a impressão que tenho, pelo menos.


Sobre música:


* Qual a trilha sonora de "Todas as estrelas do céu"?

Engraçado a expressão "trilha sonora", pois o "Todas" tem mesmo ritmo de filme, na linguagem e na velocidade dos acontecimentos. Eu e muita gente achamos que daria um dos bons. No "Todas as estrelas do céu", tocam as músicas que tocavam nos walkmans e diskmans da época - em 1999 não existia MP3 player... Britney Spears estourou naquele ano, Los Hermanos também aparece. Mas o tema do livro é uma música que não fez muito sucesso, mas me conquistou no cd que ganhei no Natal de 1999, enquanto escrevia as últimas páginas do livro. "No Pressure over cappuccino", da Alanis Morissette. É uma canção linda, suave, e que fala emblematicamente dos anos 90, a década da minha adolescência, e fechada com o livro. Quem não conhece, procure, vale a pena escutar hoje e quando terminar de ler "Todas as estrelas do céu".

* Você escreve ouvindo música? Se SIM, o que você ouve?

Não ouço enquanto escrevo, me atrapalharia. Pra dirigir ouvindo música eu demorei, e flight simulator até hoje não dá pra jogar ouvindo música. Numa aproximação final com um Boeing 737-800 apenas 15 nós acima da velocidade de estol, com vários detalhes de configuração de flapes a comunicação com o controle de tráfego, não me parece uma boa ideia. Pra escrever, digo o mesmo. Mas que imagino as músicas pras cenas do livro, com certeza! E ouço muita música nas horas em que não estou escrevendo.

* Que músicas você ouvia quando estava escrevendo o "Todas" e elas são diferentes conforme o livro que você está escrevendo?

Ouvia as que citei na trilha do livro. Acho que não é só o livro que influencia quais músicas vamos ouvir, mas sim as músicas que estão fazendo sucesso no nosso MP3 naquele momento influenciam no livro, ficam bem ou não em determinado trecho da história, e em gratidão ao que me fizeram sentir, eternizo seus nomes nas minhas páginas.

* Você acha que as músicas que você está ouvindo no momento, influenciam de alguma maneira na história?

Sim, a partir do momento que fazem você visualisar as cenas do livro com mais exatidão e profundidade. Quando escreve-se roteiros de filme, aí sim, escuta-se bastante enquanto se escreve, até para você ter ideia dos tempos da cena e dos trechos das músicas que serão usados.

* O que toca no seu MP3/4/5?

O que eu sempre gostei (que vai de Tom Jobim a Guns n' Roses) e o que me dá vontade de ouvir ou tocar - toco piano, razoavelmente - naquele momento. Los Hermanos, Leoni, Coldplay e Ana Carolina são figurinhas fáceis por lá, e gosto muito de trilhas de séries, novelas e filmes. Maysa, Capitu, Mamma Mia, Love Actually, Slumdog Millionaire... essas coisas.


Sobre o futuro:


*Já tem planos para algum outro livro?

Sim, sim. Tenho uma boa ideia do cenário e de como começa a história. Até coloquei os dois primeiros parágrafos numa pergunta que me fizeram lá no http://www.formspring.me/endersonrafael Mas pra depois do "Todas as estrelas do céu", quero lançar meu segundo romance, "Três Céus", que terminei em outubro de 2009 e devo começar a revisar em breve. Ele é bem maior que o "Todas" e completamente diferente, em todos os aspectos. mas ficou muito bom, eu pelo menos achei. Senão, nem tinha terminado, né...

* Planeja no futuro usar alguns do personagens do "Todas" em outro(s) livro(s)?

Já usei. Quem ler com atenção o "Três Céus" vai achar alguém do "Todas" fazendo pontinha por lá. Mas por enquanto não tenho nenhuma série em mente, embora goste da ideia. Tenho tido, até agora, mais facilidade para histórias fortes que para personagens duradouros. Pretendo mudar no meu próximo livro é o narrador, que deixará de ser 3a pessoa onisciente e onipresente (como no "Todas" e no "Três Céus") para a primeira pessoa. Vamos ver se consigo...

*Outro projetos profissionais futuros na internet ou fora dela?

Por enquanto não. A internet consome muito nosso tempo, por isso, fica difícil pensar em algo por lá além do que já tenho. Pelo menos enquanto eu não puder viver de escrever e continuar com um emprego que, claro, me toma centenas de horas por mês, como qualquer outro. Quando puder, aí sim, um site ou blog talvez venha a ser possível.

* Qual seu grande sonho para o futuro?

Viver de direitos autorais, me engajar em projetos que eu acredite, fazer minha cota de trabalho voluntário, não deixar nunca completamente a aviação e morar, com meu amor e minha família em uma cidade pequena e tranquila, com uma paisagem bem bonita. Ambicioso? Talvez. Mas só me resta tentar.


Muito obrigada Enderson por responder as perguntas e participar!
Muita sorte com o "Todas", tenho muita fé que será publicado!
Adorei! *-*
Se quiser saber mais sobre o "Todas as estrelas do céu", leia a minha resenha clicando aqui.


E se você é autor(a) e quer preencher a questiovista, entre em contato comigo por aqui pelo blog ou através do twitter: @LadyRafaela
Aguardo seu contato! ^^
Bjs

10 comentários:

  1. Muito bom! \o/
    Ah eu adoro essa Qustiovista :)
    Não sabia que o Enderson tinha tantos livros. Quero mesmo ler Todas as Estrelas *-*

    xoxo ;*
    Vinha.

    ResponderExcluir
  2. Mais é uma coisa heim!
    Faz entrevista e ainda coloca a foto para abafar o caso srsrsrs

    ResponderExcluir
  3. aah, mara, Enderson! *-*

    Ah eu adoro essa Questiovista +1
    Mal posso esperar pra fazer a minha! :D

    xxx

    ResponderExcluir
  4. Uia, mais uma foto :P
    Menino, vc vai virar garoto propaganda!!! Fofis ;)

    Gostei da sua seleção musical ;)
    Beijos querido e parabéns Rafaela pelo post!

    beijossss
    Lili

    ResponderExcluir
  5. O que seria do meu carnaval sem os seus confetes, Karlinha e Lili?! huahuahau Beijo enorme pra vcs, amei o questiovista da Rafa tb! Ótimas perguntas:-) E obrigados a todos que deixaram comments! Vamos lá, galera, não podemos desistir agora! Já serão 240 livros esta semana! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Adoro as questiovistas daqui!
    Admiro seu blog e o linkei no meu:
    escrevendoloucamente.blogspot.com

    Se puder retribuir o link, ficarei mto feliz!

    Bjos!

    ResponderExcluir
  7. Adorei a resenha. E a foto ta super linda,

    Como disse Lili "Menino, vc vai virar garoto propaganda!!! Fofis ;)"

    Bjs Rafa.

    ResponderExcluir
  8. Muito bom o seu qustiovista, Rafa! Parabéns!

    Ender, suas respostas sempre ótimas. Estou contando os dias p/ conhecer todas as estrelas.

    Bjo!

    ResponderExcluir

Olá, deixe seu comentário que irei adorar ler!

Não são permitidos spams ou comentários ofensivos de qualquer tipo, os últimos serão excluídos sem hesitação. Respeito todo mundo gosta, né? :)

No mais ficarei feliz em (assim que possível) responder qualquer dúvida aqui nos comentários.

Bjs,
Rafaela