Dez coisas que eu odeio em você!!!




"Odeio o modo como fala comigo
E como corta o cabelo
Odeio como dirigi o meu carro
E odeio seu desmazelo

Odeio suas enormes botas de combate
E como consegue ler minha mente
Eu odeio tanto isso em você
Que até me sinto doente

Odeio como está sempre certo
E odeio quando você mente
Odeio quando me faz rir muito
Mais quando me faz chorar...
Odeio quando não está por perto
E o fato de não me ligar

Mas eu odeio principalmente
Não conseguir te odiar
Nem um pouco
Nem mesmo por um segundo
Nem mesmo só por te odiar"



(Autor desconhecido)
Poema retirado do filme homônimo "10 Coisas que eu odeio em você."
Créditos: Jucy
Continue lendo...

Grécia



A Grécia (em : Ελλάδα,AFI: [e̞ˈlaða] ,ou Ελλάς, AFI:[e̞ˈlas
É o país mais meridional dos Balcãs e confina a norte com a República da Macedônia, com a Bulgária, e com a Albânia, a leste com a Turquia, quer em fronteira terrestre, quer com fronteira marítima no Mar Egeu, a sul com o Mar Mediterrâneo e a oeste com o Mar Jônico, através do qual tem ligação a Itália.

Localizada na juntura da Europa, Ásia e África, a Grécia é o berço de nascimento da democracia, filosofia ocidental, dos Jogos Olímpicos, da Literatura ocidental e da historiografia, bem como da Ciência política, e dos mais importantes princípios matemáticos, e também o berço de nascimento do teatro ocidental, incluindo os gêneros do drama, tragédia e da comédia.


Etimologia

Grego é o nome pelo qual os romanos designavam os helenos, habitantes da Hélade que ficou conhecida como Grécia. As formas portuguesa Grécia, castelhana e italiana Grecia, francesa Grèce, inglesa Greece, são um eruditismo calcado sobre o latim Græcia (com o etnônimo respectivo grego, griego, greco, grec e greek, do latim græcus')'.

O geônimo latino se funda sobre o etnônimo, com sufixo (-ia), latim típico de nome de país ou região. O etnônimo latino é empréstimo ao grego graikós ("grego"), que sob a forma plural graikoí, principiou a ser episodicamente empregado em lugar do grego ΄ελληνες (helenos) somente depois de Aristóteles. Mesmo o latim Græcia, antes de designar a totalidade do país, foi usado com epítetos (Græcia Ulterior, Magna Græcia), ou no plural, Græciæ ("Grécias"), quando abarcava o todo.

O todo em latim foi de início designado como Hellas, - adis, Hélade. Assim, por exemplo, em Plínio, O Velho. Em Cassiodoro já ocorre a forma latina Hellada. Esta, por sua vez, é empréstimo do gr. Hellás - ádos, que desde Ésquilo designa a totalidade das regiões habitadas pelos helenos.


História

A antiga Grécia Continental fazia limites com a Ilíria a norte, a leste com o Egeu, a oeste com o Mar Jónico, e a sul com o Mediterrâneo. Tinha mais de 100.000 km². As suas montanhas, com o céu quase sempre azul e seu clima suave faziam da Grécia um dos mais maravilhosos e melhores países do mundo. Foi naquele pequeno país que a civilização ocidental começou há mais de dois mil e oitocentos anos. Naquele tempo a civilização grega estava dividida em Cidades-Estado (pólis) que dominavam grandes áreas das margens do Mediterrâneo e do Mar Negro.

Atualmente, a Grécia é um único país de poder reduzido, e um dos menos desenvolvidos da Europa. Atenas é a capital e maior cidade do país, com quatro milhões de habitantes. Em Atenas e em outras partes da Grécia, existem esplêndidas ruínas de monumentos do passado glorioso da antiga civilização. Há milhares de anos, os gregos estabeleceram tradições de justiça e liberdade individual que são as bases da democracia e da economia de mercado. A sua arte, filosofia e ciência tornaram-se fundamentos do pensamento e da cultura ocidentais. Os gregos da Antigüidade chamavam a si próprios de helenos (todos que falavam o grego, mesmo que não vivessem na Grécia Continental), e davam o nome de Hélade a sua terra. Os que não falavam o grego eram chamados de bárbaros. Nunca formaram um governo central, porém estavam unidos pela mesma cultura, religião e língua. A Grécia tornou-se independente em 14 de Setembro de 1829, após o Tratado de Adrianópolis ser assinado entre Rússia e Turquia, o qual pôs fim à guerra de independência.


Política

Desde 3 de Junho de 1975, com a adoção da nova Constituição, a Grécia é uma democracia republicana parlamentar.

A monarquia foi rejeitada a 8 de Dezembro de 1974.

O voto é obrigatório e universal, sendo adquirido esse direito aos dezoito anos.

O poder executivo é regido pelo Chefe de Estado, que é eleito pelo parlamento. Além disso, existe ainda o chefe do Governo, nomeado pelo presidente e o Gabinete do Governo, cujos membros são também nomeados pelo presidente, tendo em conta as recomendações do primeiro-ministro.

O poder legislativo é unicamarário (só possui uma câmara de deputados) e o judicial conta com uma Corte e um Tribunal Supremo. O sistema legal baseia-se no código romano. Tem cortes divididas em assuntos civis, administrativos e criminais.


Subdivisões

Para ler sobre elas, clique aqui.


Geografia

O país consiste de um território continental na extremidade sul dos Balcãs, da península do Peloponeso, separada do continente pelo Canal de Corinto, e de númerosas ilhas, incluindo Creta, Rodes, Eubéia e os arquipélagos do Dodecaneso e das Cíclades no Mar Egeu, e das Ilhas Jónicas no Mar Jónico. A Grécia tem mais de 14 880 km de costas e uma fronteira terrestre de 1 160 km.

Cerca de 80% da Grécia é território montanhoso ou, pelo menos, acidentado. A maior parte do país é seca e rochosa. Só 28% da terra é arável. A Grécia Ocidental contém lagos e zonas úmidas. O Pindo, a cadeia montanhosa central, tem uma elevação média de 2 650 m. O lendário Monte Olimpo (Macedônia) é o ponto mais alto da Grécia, atingindo 2 917 m acima do nível do mar.

O clima grego é semelhante ao português, com invernos suaves e úmidos e verões quentes e secos. As temperaturas só raramente atingem valores extremos, embora ocorra queda de neve nas montanhas e até mesmo em Atenas, em alguns invernos.


Economia

A economia da Grécia é uma economia capitalista mista com grande participação das empresas governamentais tendo como principal atividade o setor de serviços. A indústria responde por 20% do PIB e a agricultura gera cerca de 4% do mesmo. Somente o setor do turismo gera cerca de 15% das receitas do país.

Para ler mais sobre a Economia da Grécia, clique aqui.


Demografia


A Grécia tem sido habitada desde o Período Paleolítico e, por volta do ano 3.000 A.C. se tornou o lar, nas Ilhas Cícladas, de uma cultura cuja arte permanece como a mais notável da História. No início do 2o milênio A.C., a ilha de Creta foi o lar do sofisticado império marítimo dos minóicos, cujo comércio atingia o Egito e a Sicília. Os Minóicos foram derrotados pelos Micênicos, um povo da Grécia continental, que falava um antigo dialeto grego.

Para continuar lendo sobre a Demografia Graga, clique aqui.


Cultura


Os remanescentes físicos da cultura da Grécia Clássica conservam-se principalmente em Atenas, Esparta, Micenas, Argos e outros sítios, enquanto as esculturas e outros objetos de arte exibidos nos museus gregos (Nacional, de Heracléia, da Acrópole, etc.), e dos principais centros culturais do mundo constituem uma lembrança permanente de copiosa herança cultural helênica, que ainda continua viva na educação dos gregos.

Para saber mais sobre a cultura da Grécia, clique aqui.



Arte

A arte e a arquitetura das sociedades gregas desde o início da Idade do Ferro (século XI A.C.) até o final do século I A.C. Antes disso (Idade do Bronze), a arte grega do continente e das ilhas (excetuando-se Creta, onde havia uma tradição diferente chamada arte minóica) é conhecida como arte micênica, e a arte grega mais tardia, chamada helenística, é considerada integrante da cultura do Império Romano (arte romana).

Os gregos, inicialmente um conjunto de tribos relativamente autônomas que apresentavam fatores culturais comuns, como a língua e a religião, instalaram-se no Peloponeso nos inícios do primeiro milênio antes de Cristo, dando início a uma das mais influentes culturas da Antiguidade.

Para continuar lendo sobre a arte Grega, clique aqui.


Capital: Atenas
Cidade mais populosa: Atenas
Língua oficial: Grego
Hino Nacional: Ύμνος πρός την Ελευθερίαν
Em Português: "Hino da Liberdade"
Moeda: Euro
Clima: Mediterrâneo
Governo: República parlamentarista
Presidente: Károlos Papúlias
Primeiro-ministro: Konstantínos A. Karamanlís


Fonte:
Wikipédia
Continue lendo...

Fora da Lei - Diana Palmer (Trechinho)




"(...) Crissy estava fazendo uma revisão da sua vida. (...)
(...) A dor tinha sido quase insuportável em alguns momentos. Mas, enquanto contemplava alternadamente os seus filhos e o seu marido, ocorreu-lhe pensar que a felicidade tinha sempre um preço. Para quem se atrevia a pagá-lo, a recompensa era formidável.
- Está pensativa - murmurou Judd.
Crissy olhou-o nos olhos com um assombro calado e suspirou de felicidade.
- Sim. Estava lembrando-me de uma coisa que li uma vez, sobre as pessoas que vivem silenciosamente na margem do rio e nunca saboreiam a vida porque temem afundar-se em águas mais profundas. Ou algo assim. Estava pensando que pagamos pelo que recebemos da vida, de uma forma ou de outra. E que o maior prazer nasce da maior dor.
- Entendo.
- E estava pensando - acrescentou com um sorriso - que valeu a pena sofrer o que sofri.
- Sim. Somos ricos e não precisamos de dinheiro, não é, anjo?
Crissy sorriu. Sentiu a mãozinha de Jessamina na sua pele e acariciou a sua cabeça minúscula com amor.
- Mais ricos que os milionários. (...)"

Continue lendo...

Minha saga (epopéica) dos memes chegando na reta final!

Continuando minha saga memética (se é que existe essa palavra), que tá mais para uma epopéia, (hehe), no post de hoje irei mostrar o selimeme (selinho + meme) que ganhei da Flavita do My Storm, minha friend querida, brigada Flor pela lembrança mais uma vez!

Bom, vamos lá!

Neste meme vêm dois selos:



"Seu blog é um sonho!!!"






E este selo Fashion!




As regras:

Agora tenho que escrever sete segredos de beleza.
Vou tentar, lá vai:

1. Manter as unhas feitas.
2. Saio sempre com um batomzinho.
3. Usar hidratante pra proteger a pele, principalmente do sol.
4. Andar com um espelhinho na bolsa para eventuais contratempos (leia-se vento no ônibus).
5. Uso um reparador de pontas para dar brilho e controlar possíveis fios rebeldes.
6. Usar manteiga de cacau, nos lábios antes de passar o batom, para evitar que eles fiquem ressecados.
7. Usar xampu, condicionador e creme para pentear, adequados para seu tipo de cabelo.


Agora repasso esses dois selos com o meme para os blogs:

Universo Feminino e seus encantos
Romance Gracinha
Mulheres Românticas
Leitura (mais) que obrigatória
Melodia de Anjo
Leitura nossa de cada dia
Acredito no Amor e no Romance!


Amigas é pra vcs de coração!
Por hoje é só, pessoal!
Bjs!
Continue lendo...

Mãe Mulher



Um garotinho perguntou à sua mãe:

- Mamãe, por que você está chorando?

E ela respondeu:
- Porque sou mulher...


- Mas... eu não entendo.


A mãe se inclinou para ele, abraçou-se e disse:
- Meu amor, você jamais irá entender!


Mais tarde o menininho perguntou ao pai:
- Papai, porque mamãe às vezes chora sem motivo?

- Todas as mulheres sempre choram sem motivo...
Era tudo o que o pai era capaz de responder...


O garotinho cresceu e se tornou um homem. E, de vez em quando, fazia a si mesmo a pergunta: "por que será que as mulheres choram, sem ter motivo para isso?"

Certo dia esse homem se ajoelhou e perguntou a Deus:
- Senhor, diga-me... por que as mulheres choram com tanta facilidade?

E Deus lhe disse:
- Quando eu criei a mulher, tinha que fazer algo muito especial.
Fiz seus ombros suficientemente fortes, capazes de suportar o peso do mundo inteiro... porém suficientemente suaves para confortá-lo.
Dei a ela uma imensa força interior para que pudesse suportar as dores da maternidade e também o desprezo que muitas vezes provem de seus próprios filhos!
Dei-lhe a fortaleza que lhe permite continuar
sempre a cuidar de sua família, sem se queixar, apesar das enfermidades e do cansaço, até mesmo quando outros entregam os pontos!
Dei-lhe sensibilidade para amar seus filhos, em qualquer circunstância, mesmo quando esses filhos a tenham magoado muito...
Essa sensibilidade lhe permite afugentar qualquer tristeza, choro ou sentimento da criança, e compartilhar as ansiedades, dúvidas e medos da adolescência!
Porém, para que possa suportar tudo isso, meu filho... eu lhe dei as lágrimas, e são exclusivamente, para usá-las quando precisar. Ao derramá-las, a mulher verte em cada lágrima um pouquinho de amor. Essas gotas de amor desvanecem no ar e salvam a humanidade!

O homem respondeu com um profundo suspiro...
- Agora eu compreendo o sentimento de minha mãe, de minha irmã, de minha esposa.


Mensagem dedicada à todas as mães principalmente a minha, Mainha Te Amo!!!!

















Fonte: Com Amor

Continue lendo...

Orgulho e Preconceito - O Filme




Há muito tempo quero escrever um post sobre este filme que é um dos meus favoritos, baseado no livro homônimo da escritora Jane Austen, que eu também amo e sobre o qual farei outro post brevemente, pois acho que por mais que a estória seja basicamente a mesma, as visões são diferentes para cada obra.
Sem falar no lindo do Matthew MacFadyen que merece post próprio!


Dados Técnicos:


Diretor:

Joe Wright

Atores:

Brenda Blethyn
Claudie Blakley
Donald Sutherland
Janet Whiteside
Jay Simpson
Jena Malone
Judi Dench
Keira Knightley
Kelly Reilly
Matthew MacFadyen

Ano: 2005
País: Inglaterra
Gênero: Drama/Romance
Classificação: M/12
Duração: 121 min. aprox.
Distribuidora: Universal Home Video


Sinopse:

As cinco irmãs Bennet foram todas educadas pela sua mãe com um único objetivo de vida: encontrar um marido. Contudo, Lizzie, a segunda mais velha tem centenas de razões para não se casar. Quando Mrs Bennet ouve as entusiasmantes notícias de que um abastado solteirão e os seus sofisticados amigos vêm passar o Verão numa mansão vizinha, as Bennet ficam excitadíssimas na esperança de que não faltem cortejadores. Como seria de esperar, o recém-chegado Mr Charles Bingley apaixona-se imediatamente pela primogênita Jane. Contudo, quando Lizzie conhece o sóbrio, elegante e esnobe Mr Darcy, o que parecia ser um par perfeito é rapidamente dividido por orgulho e preconceito. Conseguirão eles ultrapassar isto e Lizzie encontrar finalmente um motivo para casar?


Minha Opinião:

O filme é simplesmente maravilhoso!
Adoro o jeito da Lizzie (Keira Knightley) que costuma falar o que pensa, mesmo que seja por meio de indireitas, ela é muito verdadeira com seus sentimentos tanto com ela mesma, quanto com os outros. Essa postura que ela tem de não querer casar por conveniência, é bem corajosa para a época, por causa de toda a pressão da sociedade para que os jovens se casem cedo, principalmente as moças.
Não é que ela não queira se casar, é só que ela não fica desesperada para que isso ocorra logo, nem com qualquer um, ela quer casar por amor, essa é a grande questão.

Quanto ao Mr. Darcy (Matthew MacFadyen), acho que algumas pessoas interpretam mal o jeito dele, tudo bem, concordo que ele é esnobe em algumas situações e pisa na bola legal, mas quem é que não se engana, não é mesmo? Se você parar pra pensar vai ver que é compreensível que ele desconfie das verdadeiras intenções das pessoas, pois foi criado num mundo onde o interesse financeiro e social é quem manda.
O que o torna humano, aliás todos os personagens são muito humanos, com seus erros, acertos e reconhecimentos. Destaque para os pais da Elizabeth, o Senhor e a Senhora Bennet, com a atuação impecável de Donald Sutherland e a mãe da Lizzie, que é engraçadíssima com suas manobras para arrumar bons casamentos para as filhas. =)

Filme perfeito!!!!
Continue lendo...

O Guarani - José de Alencar (Trecho)




"(...) Isabel, sentada à beira do leito, com as mãos do seu amante nas suas e com os olhos embebidos naquela imagem querida, balbuciava frases entrecortadas, confidências íntimas, sons inarticulados, que são a linguagem verdadeira do coração.
Às vezes sonhava que Álvaro ainda vivia, que lhe murmurava ao ouvido a confissão do seu amor; e ela falava-lhe como se seu amante a ouvisse, contava-lhe segredos de sua paixão, vertia toda a sua alma nas palavras que caíam dos lábios. Sua mão delicada afastava os cabelos do moço, descobria sua fronte, animava a sua face gelada, e rogava aqueles lábios frios e mudos como pedindo-lhe um sorriso.
- Por que não me falas? murmurava ela docemente; não conheces tua Isabel?... Dize outra vez que me amas! Dize sempre essa palavra, para que minha alma não duvide da felicidade! Eu te suplico!...
E com o ouvido atento, com os lábios entreabertos, o seio palpitante, ela esperava o som dessa voz querida e o eco dessa primeira e última palavra de seu triste amor.
Mas o silêncio só lhe respondia; seu peito aspirava apenas as ondas dos perfumes inebriantes, que faziam circular nas suas veias uma chama ardente.
O aposento apresentava, então, um aspecto fantástico: no fundo escuro desenhava-se um círculo esclarecido, envolto por uma névoa espessa.
Nessa esfera luminosa como no meio de uma visão, surgiam Álvaro deitado no leito e Isabel reclinada sobre o rosto de seu amante, a quem continuava a falar, como se ele a escutasse. A menina começava a sentir a respiração faltar-lhe; seu seio opresso sufocava-a; e, entretanto, uma voluptuosidade inexprimível a embriagava; um gozo imenso havia nessa asfixia de perfumes que se condessavam e rarefaziam no ar.
Louca, perdida, alucinada, ela ergueu-se, e seu seio dilatou-se, e sua boca, entreabrindo-se, colou-se aos lábios frios e gelados de seu amante, era o seu primeiro e último beijo; o seu beijo de noiva.
Foi uma agonia lenta, um pesadelo horrível em que a dor lutava com o gozo, em que as sensações tinham um requinte de prazer e de sofrimento ao mesmo tempo; em que a morte, torturando o corpo, vertia na alma eflúvios celestes.
De repente, pareceu a Isabel que os lábios de Álvaro se agitavam, que um tênue suspiro se exalava de seu peito, ainda há pouco insensível como o mármore.
Julgou que se iludia, mas não; Álvaro estava vivo, realmente vivo, suas mãos apertavam as dela convulsivamente; seu olhos, brilhando com um fogo estranho, se tinham fitado no rosto da moça; um sopro reanimou seus lábios, que exalaram uma palavra quase imperceptível:
- Isabel!...
A moça soltou um grito débil de alegria, de espanto, de medo; entre as idéias confusas que se agitavam na sua cabeça desvairada, lembrou-se com horror que era ela quem matava seu amante, quem o ia sacrificar por causa de um engano fatal. Fazendo um esforço extraordinário, conseguiu erguer a cabeça e ia precipitar-se para a janela, abri-la e dar entrada ao ar livre; sabia que a sua morte era inevitável; mas salvaria Álvaro.
No momento, porém, em que se levantava, sentiu as mãos do moço que apertavam as suas, e a obrigavam a reclinar-se sobre o leito; seus olhos encontraram de novo os olhos de seu amante.
Isabel não tinha mais forças para resistir e realizar o seu heróico sacrifício; deixou cair a cabeça desfalecida, e seu lábios se uniram outra vez num longo beijo, em que essas duas almas irmãs, confundindo-se numa só, voaram ao céu, e foram abrigar-se no seio do Criador. (...)"


Continue lendo...

Seja seguidor (a) do "Canto"!



Você visita este blog com frequência?
Gosta dos meus posts e tem conta no BlogBlogs?
Se sua resposta for Sim, por favor siga o "Canto de Meninas" lá no BlogBlogs!
Por favor vai!
Não custa nada!
É rapidinho e super fácil!
Basta clicar na imagem acima e será direcionado(a) à página do "Canto de Meninas", lá no site.
Ou ainda ir na caixinha verde do BlogBlogs, mais abaixo no lado direito e clicar no coração que está dentro dela.




Aí, você leu o meu pedido acima e diz: "- Eu não tenho cadastro no BlogBlogs." Ou "- Eu sei lá o que é isso!"
Aí, eu lhe respondo: "- Tudo bem! Têm outras formas de vc acompanhar meu blog."





Uma delas é bem fácil, você pode ser seguidor do "Canto", também pela sua conta do Blogger, (que é a mesma do Google.) Na sessão "Seguidores", que fica ao lado direito, clicando no botão "Seguir".
E/ou fazer Login clicando na imagem acima.









E a outra é me seguindo e por consequência o "Canto", no Twitter, se você tem conta lá, me siga please!
Para isso, vc deve clicar no passarinho azul do Twitter, que tem um fundo atrás dele rosa, no menu do lado direito deste blog.
Também no link "Follow me on Twitter", abaixo das atualizações dos meus micro posts lá, que ficam também ao lado direito.
Ou ainda, clicar na imagem acima e fazer Login.



Obs.: Para os três casos, ao clicar nos links você terá que fazer Login, usando seus dados correspondentes à conta, ao ser direcionado para a página apropriada do site.



Agradeço desde já o carinho, atenção, amizade, pessoas que linkam o meu blog, presentinhos, visitas e comentários que recebo sempre!
Muito Obrigada!
Bjs!!!
Continue lendo...